Microsoft toca na marca de US$1 trilhão e volta a ser a empresa mais valiosa do mundo

Os ventos estão bons lá para os lados de Redmond (Washington, Estados Unidos), sede de uma das empresas de tecnologia mais icônicas. Isso porque a Microsoft voltou à liderança do ranking de empresas mais valiosas do mundo. Mais do que isso: ela entrou para o seleto grupo de empresas (ao lado de Apple e Amazon) que já ultrapassaram a marca de US$1.000.000.000.000 em valor de mercado.

Ações da Microsoft - 25 de abril de 2019

A façanha foi conquistada ainda ontem, após o fechamento da NASDAQ, nas negociações after-hours. Depois de anunciar resultados financeiros para o terceiro trimestre fiscal melhores do que o esperado — com faturamento de US$30,6 bilhões e receita líquida de US$8,8 bilhões (com desempenho bastante forte em basicamente todos os segmentos) —, as ações da empresa ($MSFT) subiram mais de 4%, fazendo com que o seu market cap ultrapassasse a barreira de US$1 trilhão.

A promessa da abertura do pregão de hoje acabou não se concretizando e as ações fecharam o dia com uma alta de 3,31%, valendo US$129,15. Com isso, o valor de mercado da companhia comandada pelo indiano Satya Nadella fechou o dia em US$990,9 bilhões; comparativamente, a Apple está valendo agora US$968 bilhões ($AAPL: -0,91%; US$205,28), enquanto a Amazon está em US$936 bilhões ($AMZN: +0,03%; US$1.902,25).

Essa briga está boa!

via CNET

Posts relacionados

Comentários