Bloomberg traz inúmeros detalhes sobre o iOS 13, o macOS 10.15 e o watchOS 6

Nós já ouvimos bastante coisa sobre os sistemas operacionais que a Apple lançará este ano, e agora foi a vez da Bloomberg de trazer inúmeros detalhes sobre eles num grande artigo publicado nesta manhã por Mark Gurman.

Estamos a exatas quatro semanas da keynote de abertura da Worldwide Developers Conference (WWDC) 2019, onde tudo isso será oficialmente apresentado, então nada mais conveniente. Eis os destaques, para quem não se importa com “spoilers”:

iOS 13

  • Seu codinome interno é “Yukon” e ele traz várias novidades que estavam originalmente previstas para o ano passado, embora algumas também já tenham sido designadas para o iOS 14 “Azul”, que entre outras coisas trará suporte a 5G e novas funcionalidades focadas em realidade aumentada (augmented reality, ou AR).
  • Pelo segundo ano consecutivo, teremos melhorias em performance e correções de bugs. Também podemos esperar retoques na interface, incluindo uma nova animação para a tela de multitarefa e para o fechamento de apps. Os widgets da tela inicial também ficarão mais clean.
  • Como esperado, teremos um Modo Escuro (Dark Mode) otimizado para uso noturno, que poderá ser habilitado facilmente pela Central de Controle.
  • Gurman não deu certeza sobre a disponibilidade geral disso, mas disse que a Apple está testando internamente uma nova opção para o teclado que permite apenas deslizar o dedo sobre as teclas (tal como é possível no Gboard, no SwiftKey e em outros teclados de terceiros).
  • O app Saúde (Health) virá com uma nova tela inicial que dá mais destaque às atividades do dia, uma seção focada em “saúde do ouvido” (para evitar que pessoas escutem música alta, por exemplo), melhor controle menstrual para mulheres, entre outros.
  • Como já foi dito antes, ganharemos uma nova função que permitirá usar iPads como segunda tela de Macs — incluindo suporte ao Apple Pencil.
  • O iOS 13 também virá com uma nova versão do app Lembretes (Reminders), ficando mais a par com outros apps de lista de tarefas disponíveis no mercado. Sua tela inicial tem uma grade colorida dividida em tarefas do dia, todas as tarefas, tarefas agendadas e tarefas marcadas.
  • Pais poderão, pelo Tempo de Uso (Screen Time), estipular para quem seus filhos podem ligar em certas horas do dia.
  • O app Apple Books também ganhará uma atualização, estimulando pessoas a ler mais por meio de uma barra de progresso e um novo sistema de recompensas.
  • O iMessage ganhará um upgrade permitindo que usuários definam avatar e nome público, bem como quem poderá ver isso. Há também um novo menu dedicado que permitirá enviar versões em estilo sticker de Animojis e Memojis.
  • Uma versão atualizada dos Mapas (Maps) facilitará o acesso a localizações frequentes (como casa e trabalho) e permitirá que usuários criem grupos de locais, adicionando uma foto representativa a eles.
  • Tal como divulgado anteriormente, os apps Buscar Meu iPhone e Buscar Meus Amigos serão combinados num novo, internamente chamado de “GreenTorch”.
  • Já o Mail será atualizado com a habilidade de silenciar (mute) conversas específicas, bloquear emails de certos remetentes e terá um gerenciamento mais simples de pastas.
  • A Apple também está trabalhando num novo Modo Dormir (Sleep Mode) integrado à aba “Hora de Dormir” (Bedtime) do app Relógio. O novo recurso será mais avançado que o atual e se integrará a futuros dispositivos da Apple com monitoramento de sono, como uma nova geração do Apple Watch. Quando ativado na Central de Controle, o recurso liga automaticamente o Não Perturbe, escurece a tela inicial e silencia todas as notificações.
  • Outro app que receberá um upgrade é o Casa (Home), passando a se integrar mais com câmeras de segurança e permitindo até mesmo visualizar gravações passadas delas.
  • O HomePod deverá ganhar um novo modo multi-usuário, respondendo de acordo com as vozes de pessoas diferentes.
  • A interface da folha de compartilhamento do iOS 13 também será melhorada, facilitando enviar fotos e links para pessoas com quem você se comunica mais frequentemente.
  • O Safari deverá ganhar um aguardado gerenciador de downloads, tal como já tem no macOS.
  • O app Arquivos (Files) se integrará mais com softwares de terceiros.
  • O iPad terá uma atenção especial no iOS 13, incluindo uma interface de multitarefa aprimorada, melhorias na tela inicial e a possibilidade de abrir múltiplas versões de um mesmo app.
  • No campo da acessibilidade, a Apple também está trabalhando em melhor suporte a aparelhos auditivos.

macOS 10.15

  • A maior mudança no sistema operacional de Macs tem a ver com o “Projeto Marzipan”, que será a possibilidade de desenvolvedores portarem facilmente seus apps de iPads para que rodem também em desktops/laptops.
  • Somente no ano que vem, a Apple expandirá essa possibilidade também para apps de iPhones rodarem em Macs. Aí, posteriormente, ela pretende mesclar esses apps universais num binário único e até combinar todas as App Stores.
  • O macOS ganhará pelo menos dois novos apps este ano: o Podcasts e o novo que será fruto da mescla entre Buscar Meu iPhone e Buscar Meus Amigos.
  • A Apple também está trabalhando num novo app Música (Music) nativo.
  • Outros recursos do iOS que estão chegando ao macOS incluem o Tempo de Uso, efeitos e stickers no app Mensagens, integração com os Atalhos da Siri, a nova versão do app Lembretes e upgrades gerais no Apple Books.

watchOS 6

  • O watchOS ganhará uma App Store nativa, permitindo que usuários encontrem e instalem apps de forma independente do iPhone.
  • Haverá um novo app Gravador de Voz (Voice Memos) no Apple Watch, para gravação rápida de lembretes diretamente do punho.
  • O Apple Watch também ganhará stickers de Animojis e Memojis.
  • O app Apple Books chegará ao watchOS, para facilitar o acesso a audiolivros.
  • A Apple está trabalhando num app Calculadora nativo para o watchOS.
  • Também teremos novidades focadas em saúde, incluindo um novo recurso de gerenciamento de remédios e um outro para controle menstrual.
  • Teremos, é claro, novas complicações incluindo uma de audiolivros, uma que mostrará o nível da bateria de aparelhos auditivos, uma que mede ruído externo e uma focada em dados de chuva.
  • A Apple também (re)desenhou alguns mostradores no watchOS 6, incluindo um estilo “Gradiente”, ao menos dois do tipo “X-Large”, um chamado “Califórnia” que mescla números romanos e arábicos, uma que se parece com um relógio solar e uma de infográfico que traz complicações maiores como mercado de ações ou previsão do tempo.

·   •   ·

Obviamente, a Bloomberg obteve essas informações com múltiplos empregados da Apple envolvidos nos desenvolvimentos dos softwares que não puderam ser identificados. Algumas coisas podem não ser tão precisas, outras quem sabe modificadas, adiadas ou até canceladas. Mas isso nos dá um bom panorama do que esperar para os SOs deste ano.

Além deles (teremos também o tvOS 13, mas a Bloomberg não citou novidades dele), é possível que a WWDC também seja palco para o lançamento de novos hardwares da Maçã — quem sabe uma nova geração do MacBook Pro e/ou a aguardada apresentação do novíssimo Mac Pro e seu monitor profissional.

E aí, animados? 😃

Posts relacionados

Comentários