Estudantes brasileiros criam apps focados em Mal de Parkinson, empoderamento feminino e mais!

Pouco a pouco, o desenvolvimento de apps para iOS vai ganhando espaço em universidades e institutos de ensino superior no Brasil. Nesse sentido, uma das iniciativas mais interessantes é o Programa de Formação para Desenvolvimento iOS da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Recentemente, alunos que participaram do projeto colocaram na App Store algumas das suas criações.

Publicidade

O grupo de jovens — que inclui alunos da PUC, do Instituto Militar de Engenharia (IME) e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) — trouxe utilitários e apps informativos cobrindo uma série de assuntos e segmentos: temos aqui criações relacionadas ao Mal de Parkinson, à educação musical, ao empoderamento feminino e até mesmo… um jogo. 😛

Dois dos apps já estão disponíveis na App Store.


Desculpe, app não encontrado.

Publicidade

Um deles é o Fisio Adventure, destinado a ajudar pessoas que fazem sessões de fisioterapia e especialmente quem sofre do Mal de Parkinson.

O aplicativo torna a sequência de exercícios mais divertida e envolvente ao permitir que o usuário escolha um tema (como “Deserto dos Faraós”) e siga instruções em áudio com desafios e objetivos. O aprendizado de máquina reconhece os movimentos realizados pelo usuário (basta usar uma braçadeira para acoplar o smartphone ao seu braço), e os dados do exercício são exportados para o app Saúde (Health) no final da sessão.


Ícone do app Ping Song

Ping Song

de Pedro Ferraz

Compatível com iPhones
Versão 1.0.1 (19.8 MB)
Requer o iOS 11.0 ou superior
Screenshot do app Ping SongScreenshot do app Ping SongScreenshot do app Ping SongScreenshot do app Ping SongScreenshot do app Ping SongScreenshot do app Ping Song

O outro aplicativo já disponível é o Ping Song, que testa sua audição com um jogo baseado na mecânica do tênis de mesa. Você pode jogar sozinho ou com um amigo, e basta reconhecer e reproduzir as notas tocadas para ganhar pontos ou vencer seu oponente — e, ao mesmo tempo, treinar os ouvidos.

Publicidade

Em breve, teremos também o jogo In Hell, com base na Divina Comédia, de Dante, e apps como o Chá das 5 e o Me Acompanha, desenvolvidos por equipes femininas e destinados a levar um espaço seguro para as mulheres — seja no ambiente digital, com um fórum de conversa anônimo apenas para mulheres (como é o caso do primeiro) ou no ambiente real, com um sistema que une mulheres indo para o mesmo local e reforçando a segurança delas.

Muito bacana, não? Parabéns pela iniciativa, pessoal! 👏🏼

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…