CEO da Qualcomm recebe bônus por resolver imbróglio com a Apple

Estivesse o CEO da Qualcomm ficando louco ou não, o fato agora é que ele está (mais) rico.

Para quem não se lembra, Steve Mollenkopf esteve presente em diversos momentos da batalha judicial entre a Apple e a fabricante de chips, afirmando que as duas empresas poderiam resolver o problema fora dos tribunais; enquanto isso, a Maçã negava todas as alegações.

De uma forma ou de outra, ele acabou conseguindo o acordo com a Apple para encerrar o imbróglio — e por isso foi recompensado, como divulgou a CNBC. Mais precisamente, Mollenkopf recebeu 40.794 ações da Qualcomm, o equivalente a US$3,5 milhões (com base no preço das ações da companhia na sexta-feita passada, valorizadas a US$85,84).

Em um comunicado oficial à Securities and Exchange Commission (SEC), a fabricante de chips observou que toda a equipe executiva da Qualcomm recebeu bônus por resolver a guerra legal com a gigante de Cupertino; não é por menos, afinal a Qualcomm divulgou que faturará até US$4,7 bilhões com o acordo (em suma: ela está podendo).

Além de Mollenkopf, o presidente da Qualcomm, o brasileiro Cristiano Amon, recebeu o equivalente a US$2,1 milhões em ações da companhia, seguido pelo CTO1 da empresa, James Thompson, com US$1,6 milhão em bonificações. O diretor jurídico da fornecedora, Donald Rosenberg, recebeu um bônus de US$1,2 milhão, enquanto o chefe financeiro interim, David Wise, foi gratificado com US$253 mil em ações.

Mais do que agradar executivos, a Qualcomm também planeja aumentar os bônus para todos os funcionários da companhia, segundo o diretor financeiro da empresa. Com o aumento dos bônus (além de outros gastos), Wise contou que é esperado que as despesas da Qualcomm aumentem de 6% a 8% devido ao acordo com a Apple.

Durante a história batalha judicial, a Apple e seus fornecedores (que também deixaram de repassar os pagamentos à fabricante de chips sob ordens da Maçã) retiveram aproximadamente US$7 bilhões. Ainda não há informações de quanto (ou se) tais fornecedoras pagarão à Qualcomm, ou se o acordo com a Apple já contemplou essa dívida.

via 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários