Apple Pay poderá chegar a 16 novos países, incluindo Portugal

A expansão do Apple Pay promete. Atualmente presente em 38 regiõesa Islândia foi o último país a entrar na dança —, a expectativa é que outros 16(!) países recebam o serviço de pagamento da Maçã nos próximos meses.

Recentemente, comentamos que Áustria, Estônia, Eslováquia, Eslovênia, Grécia e Portugal seriam contemplados com o Apple Pay após um tweet do banco digital N26 (com sede na Alemanha1). Agora foi a vez do Monese (outro banco digital com forte presença na Europa) de fazer o mesmo:

Em breve, levaremos o #ApplePay — uma maneira fácil, segura e privada de pagar — para clientes em:

🇧🇬 Bulgária
🇭🇷 Croácia
🇨🇾 Chipre
🇪🇪 Estônia
🇬🇷 Grécia
🇱🇹 Lituânia
🇱🇮 Liechtenstein
🇱🇻 Letônia
🇲🇹 Malta
🇵🇹 Portugal
🇷🇴 Romênia
🇸🇰 Eslováquia
🇸🇮 Eslovénia

Ou seja, temos como novidade nessa nova lista oito países: Bulgária, Croácia, Chipre, Lituânia, Liechtenstein, Letônia, Malta e Romênia.

Além deles, tudo indica que o Apple Pay também chegará em breve a mais três países: Holanda, Hungria e Luxemburgo. Caso o serviço seja mesmo lançado em todos esses locais, o número total de regiões suportando o Apple Pay seria de 54, ultrapassando — com muita folga — a promessa de Tim Cook (o CEO havia prometido que até o fim de 2019 o serviço estaria disponível em mais de 40 regiões).

Vale notar que, na América Latina, o Brasil ainda é o único país onde o Apple Pay está disponível.

via MacRumors

Posts relacionados

Comentários

17 comments

  1. Mas o Santander e Caixa nem perto disso! Caixa nem tanto que já não se espera muito em termos de tecnologia, mas Santander? Fora os cartões de refeição e alimentação que meus amigos que usam Samsung já pagam por aproximação e Apple Pay nada!

  2. Você só pode escolher uma opção:
    > Liberar NFC para qualquer desenvolvedor
    > Obrigar banco e usuário pagar extra para poder usar o serviço

Deixe uma resposta