Provavelmente existem milhares de motivos que atraíram cada um de vocês para o mundo da tecnologia, especialmente para o lado da Apple. Uma dessas razões, inclusive, pode ser os celebrados comerciais “Get a Mac” (para promover os computadores da Maçã), os quais foram eleitos como a melhor campanha publicitária da década passada.

Lembrados pela sua simplicidade e pelo humor, os 66 comerciais divulgados eram protagonizados pelos atores Justin Long (Mac) e John Hodgman (PC), que praticamente personificaram os computadores da Apple e os que rodavam o sistema da Microsoft naquela época.

Porém, o que muitos não sabem é que ao todo foram gravados mais de 300(!) anúncios para a campanha, dos quais mais de 200 não chegaram às televisões pois foram rejeitados pelo próprio Steve Jobs. Quem revelou isso foi o próprio Long durante o último episódio do programa Couch Surfing, da PeopleTV [vídeo acima].

De acordo com o ator, apesar do tom humorístico de praticamente todas as versões que foram ao ar, o cofundador da Apple preferia quando eles não eram “engraçados demais”, pois isso poderia desviar a atenção do espectador do objetivo dos comerciais.

Percebi que alguns dos mais engraçados nunca iriam ao ar. Eu me lembro de um em particular no qual Zach Galifianakis interpretou um Papai Noel bêbado. Eu estava morrendo de vontade de ver aquele, mas eles disseram, basicamente, que Steve Jobs preferia quando eles [os comerciais] não eram super-engraçados porque ele achava que isso prejudicaria o ponto do comercial. Ele pensou que, se as pessoas estivessem muito focadas no humor, perderiam o foco no produto.

Os comerciais da campanha “Get a Mac” foram veiculados durante quase quatro anos, de 2006 a 2010, e certamente marcaram uma geração. Caso tenha ficado com nostalgia, esse vídeo compila todos os vídeos publicados — vale a pena (re)vê-los! 😜

via AppleInsider

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários