Leilão da Receita Federal tem iPhone XS por R$700!

Interessado em comprar um iPhone por um preço bem mais atrativo que o normal? Então se prepare, pois temos mais um leilão da Receita Federal recheado de smartphones da Apple!

Como sempre, os produtos são apreendidos por entrarem no país de forma ilegal (sem os devidos impostos pagos) — desta vez, eles foram pegos na Região Norte e incluem não apenas iPhones e iPads, mas também diversos celulares da Xiaomi, consoles como PlayStation 4 e Xbox One, câmeras GoPro, entre outros. Nós, é claro, focaremos no que nos interessa. 😜

Eis os lotes e seus conteúdos:

  • Lote 37: iPad Pro de 12,9″ (modelo antigo) de 64GB, Apple Pencil (primeira geração) e Xiaomi Mi 8 Lite por R$1.000;
  • Lote 47: iPhone 6 de 64GB, mesa digitalizadora One da Wacom e acessórios por R$1.000;
  • Lote 64: iMac de 27″, TV Samsung LED 65″, TV Samsung LED 55″ e 1.200 suportes para CD por R$7.500;
  • Lote 65: 2 iPhones 7 de 128GB, 10 Samsung Galaxy J8 Duos e 280 celulares da Blu por R$5.000;
  • Lote 93: iPhone XS de 64GB por R$700;
  • Lote 95: iPhone X de 64GB, iPhone XR (capacidade não informada) e 2 AirPods (aparentemente de primeira geração) por R$1.800;
  • Lote 108: iPad de 9,7″ (quinta geração) e Apple Pencil (primeira geração) por R$950;
  • Lote 118: iPhone X de 64GB por R$850;
  • Lote 119: iPhone 7 Plus (recondicionado, capacidade não informada) por R$600;
  • Lote 122: iPhone 7 Plus de 256GB por R$350.

Leilão da Receita Federal

Os produtos não têm garantia e não são enviados para a residência do comprador — é preciso retirar tudo pessoalmente. Também é necessário pagar ICMS e cumprir eventuais exigências da Anatel.

Como participar?

O leilão aceitará propostas até o dia 24 de junho, às 18h; a sessão para os lances em si está prevista para o dia 25 de junho, às 16h. Lembrando que é preciso fazer um cadastro no site do órgão e ter uma certificação digital para dar os lances.

Normalmente, uma parte do valor arrecadado com o leilão vai para a Previdência Social, enquanto outra é destinada ao Fundaf (Fundo de Desenvolvimento de Atividades Fiscais, que financia atividades de fiscalização).

O edital estabelece que uma pessoa física pode apresentar proposta para no máximo dois celulares. Os bens arrematados “somente poderão ser destinados a uso ou consumo, vedada sua destinação comercial”; pessoas jurídicas, contudo, podem revender os produtos.

via Tecnoblog

Posts relacionados

Comentários