O novo Mac Pro é uma coletânea de vários designs passados da Apple

Quer uma dica de leitura superlegal do campo do design para este sábado? Nada tema, caro leitor, pois você acabou de chegar ao lugar certo.

O designer e desenvolvedor Arun Venkatesan publicou no seu blog um artigo interessantíssimo analisando as escolhas de design da Apple no novo Mac Pro (e no Pro Display XDR) e provando por A + B o seu argumento: de que as mais novas criações da Maçã são uma verdadeira coletânea de soluções bem pensadas de design apresentadas pela empresa nas últimas duas décadas, tanto em produtos bem-sucedidos quanto em fracassos retumbantes.

Por exemplo: a estrutura do novo Mac Pro, baseada nas quatro “pernas” de aço inoxidável que se estendem no topo para se transformar em alças e na parte de baixo, para virarem pés, não é nova: o lindíssimo, porém malfadado Power Mac G4 Cube já adotava uma solução similar no início do milênio, com uma caixa de alumínio que guardava sua arquitetura interna e os pés que se estendiam até a parte superior como elementos estruturais.

Power Mac G4 Cube aberto

Do Power Mac G5/Mac Pro clássico (o eterno “ralador de queijo”), a nova máquina adota o conceito de zonas térmicas separadas, que permite o resfriamento dos componentes internos com maior eficácia.

Já as aberturas na frente e na traseira do computador (e na traseira do Pro Display XDR) tomam as lições aprendidas pela Apple no corte preciso dos MacBooks Air/Pro de 2008 (e todos os Macs portáteis subsequentes), no sentido de fazer aberturas no alumínio sem comprometer sua rigidez estrutural — com isso, temos um processo que remove mais de 50% do alumínio da carcaça, permitindo a passagem de ar porém mantendo a estrutura tão sólida quanto antes.

GIF dos buracos do novo Mac Pro

A articulação do Pro Display XDR, por sua vez, parece ter inspiração direta no braço do belíssimo iMac G4 — que era tão forte que a Apple recomendava usar como alça da máquina ao carregá-la. Já os cabos que acompanham o Mac Pro, revestidos de uma fibra de tecido, são semelhantes aos que a Maçã já despacha na caixa de cada HomePod.

Os periféricos (Magic Keyboard, Magic Trackpad e Magic Mouse) têm uma combinação do design prateado tradicional com o acabamento cinza espacial dos acessórios que vêm com o iMac Pro.

Magic Mouse, Magic Trackpad e Magic Keyboard do novo Mac Pro

Ao menos um elemento do novo Mac Pro é inédito para Apple, lembra Venkatesan: suas rodinhas. Muito bem, então — fica a torcida para que os “greatest hits” do design aqui aplicado sejam bem-sucedidos, não é verdade?

dica do Henrique Cunha

Posts relacionados

Comentários

14 comments

  1. E os conectores lá encima acumulado poeira? Realmente em termos de design eles pegaram de tudo de ruim que já fizeram. Ive sem Steve não vale nada.

  2. Na minha opinião o iMac G4 é o computador mais bonito, continua atual. O Surface Studio é interessante, uma boa solução para a proposta. Gostaria de ver um iMac G4 atual com o mesmo design, alumínio branco, caixas de som, mouse e teclado sem fio. Ainda o iMac poderia ter um novo design, aquela borda inferior poderia ser totalmente removida (as demais também). Um redesenho do braço também poderia ser bem vindo.

  3. Quem garante que a estrutura do Mac Pro continua com a mesma rigidez mesmo com esses cortes? Foi feita alguma analise de resistência ou algo do tipo?

  4. iMac G4, o iMac mais bonito (Principalmente pra época, 2002 em que a maioria dos PCs eram uma confusão de fios e tudo bege com design grosseiro)

  5. Acho que na base do monitor poderia ter mais uma articulação, só que mini, para plugar um iPad ou iPhone com imã.
    Também acho que a base de alumínio, a parte chata que fica na mesa, poderia oferecer carregamento indutivo ao deixar um device sobre ele (ex: Watch ou iPhone) ou até mesmo para carregar periféricos, como o Magic Mouse, Keyboard e TrackPad, claro que atualizados para cumprir essa função.

  6. O iMac G4 ainda é uma solução de design mais relevante do que tudo o que está aí (exceto o Surface Studio). Saudades dos tempos de faculdade quando tive contato com o G4 durante os quatro anos.

  7. Verdadeiros designers, imagino o temp
    o, trabalho e esforço…Difícil achar outra empresa que valorize tanto como a Apple

  8. Só vim ler os comentários, se você comentar, pode me fazer a gentileza de marcar para que voltar e ler mais tarde?

Deixe uma resposta