Japão e Alemanha querem disponibilizar documentos oficiais no iOS 13 por NFC

Há pouco mais de dois meses, informamos que a Apple ampliará as capacidades de leitura do chip NFC1 de iPhones até o fim deste ano, com a chegada do iOS 13. A novidade chamou a atenção do Reino Unido, inicialmente, por possibilitar que os chips de certos documentos de identificação (como passaportes e identidades) sejam finalmente compatíveis com a tecnologia utilizada pela Maçã.

Japão

Recentemente, o conselheiro executivo do governo japonês, Masanori Kusunoki, também confirmou que o país tem planos para desenvolver um app capaz de ler tags NFC do Documento de Identificação Nacional (DIN) de lá para agilizar processos burocráticos que exigem esses dados, introduzido em 2015.

Com ele, todos os resistentes do território japonês recebem um número que é usado para diversos propósitos administrativos, como preenchimento do documento de imposto de renda, mas isso não significa que seja obrigatório carregá-lo consigo.

O cartão contém uma tag NFC que poderá ser lida pelo novo app japonês para armazenar informações pessoais no dispositivo. Assim como no Reino Unido, certos dispositivos que rodam o sistema Android já oferecem essa opção, mas com a popularidade do iPhone no Japão é provável que o recurso tenha uma adesão muito maior.

Alemanha

O Ministério do Interior alemão também informou que atualizará e disponibilizará gratuitamente o app AusweisApp2, para que tanto cidadãos quanto visitantes do país possam usar seus iPhones com a finalidade de escanear identidades e passaportes usando a tecnologia NFC.

A Apple ainda precisa aprovar os aplicativos caso a caso, mas, com base na reação positiva da Maçã à ampliação desse recurso, é provável que ela aprove todos esses aplicativos governamentais.

E o Brasil?

Por aqui, planos para a criação e implementação de um documento único de identificação nacional começaram a pipocar há cerca de dois anos, com a Lei 13.444/2017 instituindo a Identificação Civil Nacional (ICN) como forma de cadastro único para dificultar fraudes de documentais pessoais.

Documento Único de Identificação Nacional do Brasil

O projeto ainda não decolou, mas se a ICN algum dia vier à tona, certamente o governo brasileiro poderia disponibilizar um app como os supracitados para facilitar o preenchimento de formulários oficiais, já que o documento em questão contará com um chip e uma tag NFC escaneável pelo iPhone.

Resta-nos esperar para ver.

via The Verge, AppleInsider

Posts relacionados

Comentários