Apple Watch Series 4 se destaca e alavanca vendas de vestíveis

Finjam supresa: um novo estudo realizado pela Counterpoint sobre a venda de smartwatches mostrou que o Apple Watch Series 4, lançado em setembro passado, foi o dispositivo mais vendido no ano passado. Além de se tornar o mais popular, esse modelo também contribuiu para alavancar as vendas da Maçã em 22%.

A Counterpoint disse que os cinco principais modelos de smartwatches foram responsáveis por 48% do total de vendas em 2018. E pasmem: desses, três foram Apple Watches. Além do Series 4, os Apple Watches Series 3 e Series 2 também entraram na lista de mais vendidos, acompanhados, ainda, do Fitbit Versa e do (à la Apple Watch) Z3, da imoo.

A analista Satyajit Sinha inferiu que o Apple Watch Series 4 foi, de longe, a estrela do ano. Com cerca de 11,5 milhões de unidades vendidas em 2018, o gadget contribuiu para que a Maçã continuasse ocupando a maior parcela da participação no mercado global de vestíveis, com 37%.

Como é possível imaginar, a razão para o sucesso do Apple Watch Series 4 está justamente nos novos recursos de saúde do gadget, como explica a Counterpoint:

Acreditamos que seu sucesso se deve ao foco em recursos relacionados à saúde, como o ECG e a detecção de quedas. Além disso, fala muito sobre até que ponto a Apple chegou com o Apple Watch como um dispositivo de saúde significativo.

Ainda assim, a firma apontou que a expressividade da gigante de Cupertino nesse mercado vem diminuindo, em parte, graças ao crescimento das vendas de gadgets mais baratos e com funções tão avançadas quanto as do Apple Watch, como sensor de batimentos cardíacos e monitoramento de sono.

Dados da Counterpoint sobre o mercado de smartwatches

Essa desaceleração poderá ser responsável por reduzir a participação da Apple no mercado de smartwatches em 1% até o fim do ano. Não obstante, a Apple definitivamente estará bem posicionada se, assim como o Apple Watch Series 4, lançar ainda mais novidades na próxima geração do vestível neste ano.


Apple Watch Series 4 dourado

Apple Watch Series 4

de Apple

Preço à vista: a partir de R$ 3.599,10
Preço parcelado: em até 12x de R$ 333,25
Tamanhos: 40mm ou 44mm
Materiais: alumínio ou aço inoxidável
Características: GPS ou GPS + Cellular
Cores: diversas
Lançamento: setembro de 2018

Botão - Comprar agora

via 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários

8 comments

  1. Devo ter amassado ele com meu “corpinho magrinho” kkk… Enfim, fato é que, se por algum motivo a tela do seu Watch quebrar, prepare-se para desembolsar 1400 reais, amigo. Pra mim, nunca mais, até que todos tenham uma tela ultra resistente.

  2. agora só quero um Watch com LTE e câmera pro FaceTime, podem criar novos mostradores que to nem ai… a câmera poderá vir acoplada na pulseira mas duvido que permitam funcionar em Series anteriores.

  3. Tive uma experiência incrível com o Apple Watch e uma terrível decepção: o vidro quebrou-se facilmente (uma única vez que dormi com ele) e a troca custava o preço de um novo Apple Watch 🙁

  4. Essa foi estranha. durmo todos os dias com ele, nunca tive um arranhão. tenho desde o primeiro. na verdade o série zero não conta porque é tela com cristal de safira. Mas depois tive mais dois com tela comum. Há vários anos sem um arranhão. Tem que ver se vc não é sonâmbulo.

  5. Enquanto que no inicio todos pareciam ser apenas janelas inúteis de notificações do smartphone, a apple soube dar um rumo certo pra ele.
    E ainda que outros smartws tenham recursos de saúde, são ainda muito desencontrados.

    Até comprei um smartwatch famosinho aí nos produtos chineses, mas era tão grande que deixei de presente pra um primo adolescente.

  6. Eu tenho, uso todos os dias, acho legal, mas sinceramente não é nada que seja insubstituível. O eletrocardiograma que seria o grande diferencial pra mim, infelizmente ainda não funciona, e o monitoramento do sono tbm nao existe por padrão, so com app pago. É uma pena ter que colocar a carregar toda a noite e nao poder usar ele pra monitorar o sono, uso uma miband3 pra isso. é bom, é. mas ainda nao é essencial

Deixe uma resposta