Jony Ive não teria dado muita importância para a criação do iPhone X

Podemos afirmar, com segurança, que a notícia da saída de Jony Ive da Apple pegou o mundo da tecnologia de surpresa; contudo, para quem era mais próximo do chefe de design da Maçã, a ausência dele em Cupertino já era praticamente rotina, de acordo com uma nova reportagem do Wall Street Journal1.

Publicidade

Como informamos, Ive teria começado a se afastar da Apple em 2015, pouco tempo depois de ser promovido a diretor de design da companhia. Agora, o WSJ ecoou essas declarações das fontes da Bloomberg e ressaltou que esse afastamento de fato se iniciou após o lançamento do primeiro Apple Watch, em 2015.

Segundo o relatório, após a aprovação do CEO2 da Apple, Tim Cook, Ive mergulhou de cabeça no projeto de construir o Apple Watch, apesar da divergência de alguns executivos os quais questionavam se um dispositivo tão pequeno seria realmente um sucesso de vendas.

De acordo com firmas de análise, milhares de unidades do Apple Watch Edition (de US$10 mil para cima) não foram vendidas. No geral, o WSJ aponta que a Apple vendeu cerca de 10 milhões de unidades do gadget vestível no primeiro ano — mas isso era um quarto(!) do que a companhia esperava.

Publicidade

Segundo alguns funcionários da Apple, depois que as vendas do relógio começaram, Ive não só começou a se afastar da empresa, como também paralisou diversos projetos e, às vezes, nem comparecia às reuniões — frustrando as equipes que haviam trabalhado semanas para finalizar designs a tempo de demonstrá-los para o chefão.

Turbulência na criação do iPhone X

Em um dos casos, a ausência e o “desânimo” de Ive atrapalharam até mesmo o processo de criação do iPhone X, lançado em 2017. No começo daquele ano, a Apple escoltou diversos protótipos do modelo dentro de Cupertino para apresentá-los a Ive; além do hardware, muitos designers também haviam pensado na transição da tela de bloqueio para a tela inicial do iOS e precisavam da aprovação do diretor de design da Maçã.

Apesar da pressão para finalizar todos os recursos antes do lançamento do dispositivo, em outubro, muitos membros da equipe ficaram desapontados que o executivo não conseguiu dar-lhes as orientações necessárias. Uma das fontes do WSJ disse, ainda, que “foi um ciclo de desenvolvimento [do iPhone X] difícil”.

Publicidade

Ao que tudo indica, Cook deu um puxão de orelha em Ive para que ele “restaurasse suas responsabilidades diárias” após o fiasco no desenvolvimento do iPhone X. Entretanto, o WSJ relata que não demorou muito para Ive se desconectar novamente, o que foi amplificado quando o pai do designer adoeceu, na Inglaterra.

Dessa forma, a separação de Ive da Apple foi realmente um processo gradual, com decisões pairando no ar e uma ausência cada vez maior, até que outras pessoas realmente assumissem parte das decisões do executivo, como descreveu um dos funcionários da Maçã:

Muitos de nós estávamos pensando: “Como chegou a isso?” Houve um sentimento de que Jony se foi, mas relutou em entregar as rédeas.

Apesar dos pesares, certamente muitos executivos e funcionários da Maçã devem estar agora satisfeitos com a nova posição oficial de Ive.

via 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…