Apple poderá lançar iPhone com Touch ID sob a tela na China

Diferentemente de 2017, quando a Apple lançou o iPhone X com Face ID e os modelos 8/8 Plus com Touch ID, em 2018 a companhia apresentou uma linha de dispositivos (XS, XS Max e XR) equipada exclusivamente com a sua tecnologia de reconhecimento facial.

Ainda que isso pudesse sugerir a dominação do Face ID, um novo artigo do Global Times indica que a Apple poderá voltar a adotar o Touch ID em futuros iPhones, mas talvez apenas em dispositivos que serão vendidos na China.

De acordo com o jornal, a Apple deverá lançar uma versão especial do iPhone exclusivamente por lá para tentar reverter o declínio das vendas (e do seu lucro) no mercado chinês, as quais foram agravados pelas pressões da longa guerra comercial entre os Estados Unidos e a China.

Há, no entanto, um porém: a tecnologia do Touch ID não seria exatamente igual àquela presente nos iPhones 8/8 Plus ou anteriores; na realidade, a Apple seguiria alguns rumores antigos sobre implementar o leitor de impressão digital sob a tela do gadget, de forma integrada — a Apple inclusive registrou uma tecnologia para isso.

Até dois anos atrás, esse rumor foi negado pelo vice-presidente sênior de engenharia de hardware da Apple, Dan Riccio, mas quem sabe a companhia tenha decidido ressuscitar a ideia.

O maior motivo para essa substituição e nova adoção do Touch ID é, segundo fontes da cadeia de fornecedoras da Apple, “reduzir custos”. Segundo um representante de uma montadora chinesa, um emissor de luz infravermelho estruturado (o principal componente do Face ID) custa centenas de yuans (moeda chinesa), reduzindo a margem de lucro da Maçã.

Como destacado pelo 9to5Mac, se o propósito de remover o Face ID é justamente reduzir os custos de produção — logo, o valor de venda do aparelho — também parece contraditório que a substituição seja feita por uma tecnologia avançada do Touch ID que vai sob o display do iPhone (o que certamente deve custar bem caro).

Real ou não, o fato é que um aparelho assim não deverá ser lançado neste ano, de acordo os analistas; o principal deles (com maior taxa de acerto quando estamos falando de previsões envolvendo a Apple), Ming-Chi Kuo, disse que os iPhones deste ano contarão com o Face ID e uma câmera frontal melhorada. Outra grande mudança nos próximos dispositivos provavelmente será na câmera, que deverá possuir até três lentes e um design quadrado um pouco maior.

Posts relacionados

Comentários