Eddy Cue nega que executivos interferem em programas do Apple TV+

O vice-presidente sênior de softwares e serviços da Apple, Eddy Cue, esteve bastante ocupado nos últimos dias: após uma entrevista para o The Times, na qual contou um pouco mais sobre os objetivos da Maçã com o Apple TV+, agora o executivo rebateu algumas informações em torno da próspera plataforma de streaming de vídeos da Maçã que circulavam por aí em uma nova conversa com a GQ.

Cue contou que, ao contrário de algumas informações que vêm sendo divulgadas, executivos da Apple não estiveram envolvidos nos roteiros das futuras séries originais do serviço, e que eles não possuem funções editoriais na plataforma.

Os comentários aos quais Cue se referiu sugeriam que ele e o CEO1 da Maçã, Tim Cook, estavam fazendo “observações sobre roteiros” das séries. Nós, inclusive, informamos em setembro passado que Cook estaria preocupado com o conteúdo explícito de algumas produções do Apple TV+, por serem “violentas demais”.

Cue foi categórico ao afirmar que a Apple está criando “programas muito diferentes”, com conteúdo voltado para todas as idades. Assim, a companhia também incluirá no seu catálogo produções que não são tão familiares, como “The Morning Show” (estrelada por Reese Witherspoon e Jennifer Aniston), que provavelmente será um dos primeiros lançamentos da plataforma.

Posso assegurar-lhe que isso era 100% falso. Ele [Tim Cook] não disse: “Não seja tão mau.” Ele não disse nada sobre os roteiros.

Letras de músicas no iOS 13

O executivo também comentou o novo recurso de sincronização de letras de músicas em tempo real no iOS 13, o qual ele mesmo anunciou para o site francês Numerama, na semana passada.

Segundo Cue, um recurso como esse (que parece ser algo relativamente simples) exige bastante dinheiro:

É preciso uma quantidade excessiva de dinheiro para tentar fazer isso e tentar descobrir como fazê-lo da maneira certa. Eu sinceramente não sei o número exato de pessoas que estão trabalhando nisso. Idealmente, esse número seria zero porque conseguiríamos todas elas [as letras] de gravadoras. Mas descobrimos que isso não ia funcionar. Em geral, são necessárias centenas de pessoas para fazer.

Além disso, Cue contou que a Apple está começando com as letras das músicas mais populares, mas que o plano é de adicionar letras sincronizadas a todas as músicas do acervo do Apple Music, naturalmente.

via The Loop

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários