Instagram ganha adesivo de bate-papo e novas ferramentas contra bullying Novas funcionalidades não param de chegar à rede social

O tempo passa, o tempo voa, e o Facebook continua adicionando recursos à rede social que, muito em breve, tornar-se-á o seu principal produto.

O Instagram ganhou, recentemente, um novo adesivo para os famigerados Stories — este, com o objetivo de fazer você pular diretamente num bate-papo em grupo.

Adesivo de bate-papo

Funciona assim: ao criar um story, você pode adicionar o novo adesivo de bate-papo em qualquer lugar da postagem. Seus amigos, então, podem clicar no adesivo para solicitar acesso ao chat em grupo; você pode checar a lista de solicitações e ir adicionando todos os contatos os quais queira que entrem na conversa.

Apresentando o novo adesivo de bate-papo nos Stories. Agora, você tem uma forma fácil de começar conversas com um grupo de amigos diretamente de um Story.

A ferramenta é muito útil, por exemplo, para organizar reuniões — você pode postar um Story somente para os seus melhores amigos convidando todos para um encontro e pedindo que, quem queira participar, entre na conversa para que vocês todos combinem os detalhes. O recurso também é legal para reunir pessoas interessadas por um mesmo assunto que queiram conversar sobre ele — como um evento esportivo acontecendo ao vivo ou coisa do tipo.

O adesivo de bate-papo já está sendo incluído na plataforma e deverá aparecer para todos os usuários ao longo das próximas semanas.

Ferramentas contra bullying

Além disso, a rede também está adicionando mais ferramentas destinadas a combater o bullying e o assédio contra seus usuários. São duas novidades: na primeira delas, você poderá dar um chamado shadow ban em contas que estiverem lhe incomodando nos comentários das suas postagens.

O que isso significa, exatamente? Bom, caso você o faça, apenas o usuário em questão e você poderão ver os comentários postados por ele, e mais ninguém. O Instagram chama a ferramenta de “Restrict” (“Restringir”) e justifica a sua criação com o fato de que alguns usuários relutam a tomar medidas mais drásticas contra seus abusadores, como bloqueá-los ou deixar de segui-los, porque convivem com eles na vida real e essas ações poderiam levar a situações piores no convívio social. Quando você restringe um usuário, ele não sabe o que aconteceu.

Pessoas que você restringiu não saberão da ação que você tomou, mas não poderão ver quando você estiver em atividade no Instagram nem quando você tiver lido as mensagens delas. É possível aprovar individualmente comentários postados por essas pessoas para que eles apareçam publicamente nas suas postagens.

A segunda novidade recente é direcionada aos praticantes do bullying. Uma ferramenta de inteligência artificial analisará todos os comentários sendo digitados numa postagem e, caso detecte algum conteúdo potencialmente ofensivo ou caracterizado como assédio, exibirá ao usuário uma mensagem perguntando: “Você tem certeza de que quer postar isso?”

A mensagem é seguida de um botão “Saiba mais” que, se clicado, informará ao usuário que o comentário que ele escreveu é semelhante a outros relatados como abusivos. O Instagram pedirá, também, que o usuário repense sobre a postagem daquele conteúdo.

Naturalmente, usuários mal-intencionados não serão parados por esse recurso e continuarão publicando mensagens tóxicas nas postagens dos seus alvos; ainda assim, o Instagram afirmou que, em testes iniciais com a ferramenta, muitas pessoas de fato repensaram seu comportamento e reescreveram seus comentários com termos mais amigáveis e com menos potencial de magoar os outros.

A ferramenta já está sendo liberada na rede, mas não está claro se ela funciona somente com o inglês ou se já suporta outros idiomas — de qualquer forma, estamos falando de um passo bem-intencionado para tornar as interações no Instagram mais saudáveis. Esperamos que dê certo!


Ícone do app Instagram

Instagram

de Instagram, Inc.

Compatível com iPhones
Versão 111.0 (187 MB)
Requer o iOS 10.0 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

via Mashable, The Verge

Posts relacionados

Comentários