Notas de real (dinheiro)

Com o lançamento de hoje, além de reorganizar sua linha de notebooks, a Apple também mexeu nos preços das máquinas.

Nos Estados Unidos, o MacBook Air ficou um pouco mais barato enquanto o MacBook Pro de 13 polegadas manteve o seu mesmo preço (mas ganhou a Touch Bar).

No Brasil, contudo, ambos os modelos tiveram seus preços alterados. Confira abaixo o que mudou:

MacBook Air

Nos EUA, a redução nos valores dos MacBooks Air foi de US$100 — antes, o notebook custava a partir de US$1.200; agora, sai por US$1.100.

No Brasil, os preços também caíram e ficaram assim: R$9.700 (modelo com 128GB) e R$11.300 (modelo com 256GB), quedas respectivas de 6,7% e 5,8% — na prática, um corte de R$700 em cada um dos modelos.

MacBook Pro de 13 polegadas

Como falamos, nos EUA o preço dessa nova máquina se manteve estável (a partir de US$1.300) mesmo com a adição da Touch Bar nos modelos de entrada. Por aqui, contudo, tivemos um aumento/reajuste.

O MacBook Pro de 13 polegadas mais em conta (com processador de quatro núcleos e 1,4GHz; 128GB de SSD1) sai agora por R$12.000 em vez de R$11.700 (aumento de 2,6%); já o modelo com o mesmo processador e 256GB está custando R$13.600 em vez de R$13.300 (aumento de 2,3%). Na prática, estamos falando de R$300 a mais em cada um deles.

Queda de preço em SSDs

Em basicamente todos os Macs, você pode personalizar o tamanho do SSD. A boa notícia é que a Apple também mexeu nesses valores, deixando o armazenamento mais barato menos caro.

Nos EUA, como informou o MacRumors, a queda foi de cerca de US$200 para o upgrade de 1TB, de US$400 para o de 2TB e de US$1.400 para o upgrade de 4TB. As reduções seguem essa média e valem para toda a linha (MacBook Air, MacBook Pro, iMac, iMac Pro, Mac mini e até mesmo para o moribundo Mac Pro) — respeitando o limite de armazenamento de cada computador, é claro.

Antes, por exemplo, ao personalizar um MacBook Pro de 15 polegadas (topo-de-linha) com 1TB de SSD (ele vem com 512GB), era preciso desembolsar mais US$400 lá fora; agora, você paga US$200 pela personalização.

“No Brasil, a queda também foi significativa. No exemplo acima, anteriormente o upgrade de 512GB para 1TB saía por R$3.200 (se a minha memória ainda funciona corretamente); agora, está saindo por R$1.600.”

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários