2019 é, realmente, o ano do MacBook Pro. Já tivemos, há alguns meses, a primeira atualização da linha, que trouxe novos processadores aos seus modelos mais caros. Tempos depois, há duas semanas, a Apple atualizou também os modelos de entrada da linha, também com novos chips e com a adição da Touch Bar. Acham que é o bastante? Se estes novos rumores estiverem corretos, esse é apenas o início da história.

Segundo o jornal taiwanês Economic Daily News, que citou fontes de dentro da cadeia de fornecimento da Apple, a Maçã lançará em outubro próximo o especuladíssimo MacBook Pro de 16 polegadas por um preço não muito amigável: aparentemente, a máquina partirá de algo em torno de US$3.000.

O preço, aliado a especificações internas bem parrudas, ajudaria a posicionar esse novo modelo como uma opção “intermediária” entre as máquinas mais parrudas da Apple — talvez como algo entre o iMac e o iMac Pro para usuários que queiram a portabilidade de um MacBook sem perder potência. Essas especificações internas, entretanto, permanecem um mistério: a única informação corroborada pela fonte refere-se à tela, que aparentemente será de LCD, mesmo (nada de OLED ainda), com resolução de 3072×1920 pixels.

Novos MacBooks Pro e Air

E não é só isso: de acordo com a reportagem, em outubro a Apple não só apresentará o novo MBP de 16″, mas também novas atualizações para os MacBooks Pro de 13″ e para o MacBook Air — sim, mesmo tendo atualizado essas linhas há poucos meses.

MacBook Air

Não há mais informações sobre que tipo de novidades essas atualizações trariam, mas podemos especular algumas possibilidades: a atualização recente dos MacBooks Air deu apenas uma tela True Tone aos computadores, então um novo update poderia trazer processadores atualizados e, quem sabe, um novo recurso aqui e ali. Um novo Touch ID, talvez?

Quanto ao MacBook Pro de 13″, já temos processadores Intel de última geração, então uma atualização de chip estaria descartada. Uma boa novidade que poderia ser apresentada pela Apple seria a possibilidade de equipar as máquinas com até 32GB de RAM (atualmente, elas só vão até 16GB), mas isso certamente seria algo mudado silenciosamente, e descoberto apenas na página de personalização dos computadores.

Outra possibilidade seria converter todos os computadores (incluindo o novo MacBook Pro de 16″) para o rumorejado “novo-velho” teclado, com mecanismo tesoura, que representaria o sonho dourado para o fim dos problemas do design atual. Isso, entretanto, é apenas especulação minha.

Ninguém sabe se os rumores de fato concretizar-se-ão, mas o fato é que registros recentes estão do lado deles: como sabemos, a Apple homologou recentemente na Eurásia sete novos modelos de MacBooks. Alguns deles já foram apresentados, mas outros podem ainda estar na manga da Maçã — e, para descobrirmos o que sairá disso tudo, teremos de aguardar mais alguns meses.

via 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários