Donald Trump diz que Apple não receberá isenção de impostos para o novo Mac Pro [atualizado]

Há alguns dias, noticiamos que a Apple fez um pedido formal ao Governo dos Estados Unidos para que peças e acessórios do novo Mac Pro sejam livrados dos novos impostos de importação propostos por Donald Trump, de 25%.

Pois bem, a resposta não demorou a vir — e veio da boca do próprio presidente:

A Apple não receberá isenções de tarifas, ou abatimentos, para peças do Mac Pro que são fabricadas na China. Fabrique-as nos EUA, sem tarifas!

Obviamente, o esforço da Apple visava simplesmente garantir uma maior margem de lucro na venda do novo Mac profissional. Ela não pretendia reduzir o preço dele se conseguisse tal isenção, da mesma forma que não o aumentará com essa negação de Trump.

Nos EUA, o novo Mac Pro — anunciado na WWDC19 — partirá de US$6.000 somente pela torre. Quando chegar ao Brasil, se customizado no talo com alguns monitores Pro Display XDR, ele poderá custar mais de meio milhão de reais pelas nossas estimativas.

Sem dúvida, o retorno da fabricação do Mac Pro à China vai totalmente contra a maré recente. Com toda a tensão comercial entre EUA e China, não dá para imaginar que a Apple realmente esperava conseguir essa isenção para o produto.

Atualização 26/07/2019 às 19:15

Em uma rápida declaração dada hoje à tarde para jornalistas, na Casa Branca, Trump também disse que espera que a Apple anuncie futuramente a construção de uma nova fábrica no Texas (EUA).

Será?…

via Reuters

Posts relacionados

Comentários