Todos os iPhones de 2020 poderão ter suporte ao 5G Analista reconsidera entrada da Apple no mercado 5G após aquisição de negócios da Intel

Internet 5G

Em junho passado, o famoso e respeitado analisa da TF Internacional Securities, Ming-Chi Kuo, sugeriu que a Apple poderá lançar três iPhones no ano que vem — sendo que apenas os modelos topos-de-linha (sucessores dos sucessores dos iPhones XS e XS Max) deveriam contar com suporte à tecnologia 5G — o modelo de entrada, sucessor do sucessor do XR, teria “apenas” suporte ao 4G/LTE.

No entanto, um fato importante que se deu na última semana alterou os rumos dessa previsão do analista; como informamos, a Apple adquiriu parte dos negócios de modems da Intel, englobando não só os funcionários da empresa que trabalham no setor, como as tecnologias e patentes dos chips da fabricante. Com isso, Kuo reconsiderou que a Apple poderá implementar suporte ao 5G em todos os modelos de iPhones que serão lançados em 2020.

Mais do que capacidade para implementar a tecnologia nos seus futuros gadgets, Kuo também considera que o 5G será um recurso obrigatório para a Apple, uma vez que há a expectativa de que os dispositivos Android de entrada (que podem custar a partir de US$350) contarão com esse suporte no máximo até meados de 2020 — e a Maçã precisará, é claro, competir.

Nesse sentido, todos os futuros modelos do smartphone da Maçã deverão suportar as bandas mmWave1 (mais rápida) e sub-6GHz, tecnologias sobre as quais as torres de células 5G nos Estados Unidos estão sendo instaladas. Na China, entretanto, a Apple deverá lançar um modelo específico com suporte apenas às frequências sub-6GHz — como fez com os iPhones XS e XS Max com bandeja para dois chips, já que por lá ainda as bandas mmWave ainda não foram implementadas.

Como nós já comentamos, Kuo acredita que a linha dos iPhones de 2020 será composta por três modelos: um com tela de 6,7 polegadas, outro de 6,1 polegadas e, por fim, um de 5,4 polegadas — todos equipados com displays OLED2, ao contrário dos modelos atuais e (provavelmente) os dispositivos deste ano, que deverão incluir, mais uma vez, um aparelho equipado com tela LCD3.

via 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários