Apple fatura US$53,8 bilhões e tem lucro de US$10 bilhões no seu terceiro trimestre fiscal de 2019 [atualizado] Os números ficaram dentro da estimativa da companhia

A Apple acaba de divulgar os resultados financeiros referentes ao seu terceiro trimestre fiscal de 2019, finalizado no último dia 29 de junho.

Nele, a empresa teve um faturamento de US$53,8 bilhões, lucro líquido de US$10 bilhões e ganhos por ação diluída de US$2,18 — bem de acordo com as próprias previsões da empresa. Os resultados comparam-se, respectivamente, a US$53,3 bilhões (portanto, um aumento de 0,9%), US$11,5 bilhões (queda de 13%) e US$2,34 (queda de 6,8%) no segundo trimestre fiscal de 2018.

A margem bruta no período foi de 37,6%, e as vendas internacionais da Apple compreenderam 59% de toda a receita trimestral.

A divisão do faturamento por segmento ficou da seguinte forma:

  • iPhone: US$25,9 bilhões (-10,9%)
  • Mac: US$5,8 bilhões (+11,5%)
  • iPad: US$5 bilhões (+8,6%)
  • Vestíveis, Casa e Acessórios: US$5,5 bilhões (+48,6%)
  • Serviços: US$11,4 bilhões (+12,8%)

Eis a declaração do diretor executivo (CEO) Tim Cook:

Este foi o nosso maior trimestre de junho — impulsionado pela receita recorde com relação aos Serviços, acelerando o crescimento de Vestíveis, o forte desempenho do iPad e do Mac e uma melhora significativa nas tendências do iPhone. Esses resultados são promissores em todos os nossos segmentos geográficos e estamos confiantes com o que está por vir. O saldo do calendário de 2019 será um período empolgante, com grandes lançamentos em todas as nossas plataformas, novos serviços e vários novos produtos.

E a do diretor financeiro (CFO) Luca Maestri:

O desempenho dos nossos negócios ano após ano melhorou em comparação ao trimestre de março e impulsionou um forte fluxo de caixa operacional de US$11,6 bilhões. Devolvemos mais de US$21 bilhões aos acionistas durante o trimestre, incluindo US$17 bilhões por meio de recompra de quase 88 milhões de ações da Apple no mercado e US$3,6 bilhões em dividendos e equivalentes.

Olhando à frente para o quarto trimestre fiscal de 2019, a Apple prevê uma receita de US$61-64 bilhões, margem bruta entre 37,5% e 38,5%, gastos operacionais entre US$8,7 e US$8,8 bilhões, outras receitas/(despesas) de US$200 milhões e uma taxa de impostos de aproximadamente 16,5%.

O conselho administrativo da Apple declarou um dividendo em dinheiro de US$0,77 por ação comum da companhia (que se manteve exatamente igual ao mesmo período de 2018), pagável em 15 de agosto de 2019 a todos os acionistas registrados ao término dos negócios em 12 de agosto próximo.

A partir das 18h (pelo horário de Brasília), a Apple realizará uma conferência em áudio para falar desses números e responder perguntas da imprensa. Posteriormente, faremos uma cobertura completa com os destaques do que rolar por lá aqui no MacMagazine.

Atualização 30/07/2019 às 18:38

As ações da Apple fecharam o dia valendo US$208,78 (queda de 0,43%). Nas negociações pós-fechamento, contudo, a $AAPL está subindo mais de 4%, mostrando que o mercado recebeu os números do terceiro trimestre fiscal de uma forma muito positiva.

Caso amanhã os papéis realmente se mantenham assim, o valor de mercado da empresa ultrapassará novamente a barreira do US$1 trilhão.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários