Novidades do iOS 13 (localização)

Uma pequena mudança no iOS 13 está causando uma grande polêmica.

Como notamos nesse apanhado de novidades do futuro sistema, a Apple mudou a forma com que os apps de terceiros podem lidar com a captura de localização dos usuários. Antes, eram oferecidas aos consumidores três opções: “Permitir Sempre”, “Durante o Uso do App” ou “Nunca”. A partir do iOS 13, a primeira opção muda para permitir “Durante Uso do App” — a opção de “Permitir Sempre” ainda está disponível, mas os usuários precisam ir até os Ajustes para ativá-la (o que, presumivelmente, poucos farão).

A Apple justifica a novidade como (mais) uma forma de proteger os usuários de possíveis abusos na coleta de dados, mas um grupo de desenvolvedores considera a mudança abusiva e anticompetitiva. Segundo eles, a Maçã implementou a nova política para coibir o funcionamento de aplicativos populares e, com isso, destacar seus próprios apps — que, integrados ao sistema, podem contornar essas limitações.

Como trouxe o The Information, um grupo de sete desenvolvedoras do iOS enviou um email ao CEO Tim Cook queixando-se sobre a mudança. Os apps mantidos por elas são todos dependentes da captura de localização permanente, e as desenvolvedoras alertam que, caso os usuários não sejam “conhecedores o suficiente” para alterar os ajustes de privacidade do iOS, os aplicativos poderão simplesmente deixar de funcionar.

Dentre as empresas que assinaram o email, temos a Zendrive, a Happn, a Tile e a Zenly, que desenvolve o app homônimo mantido pela Snap. No caso dessa última, os desenvolvedores adicionaram ao aplicativo uma tela secundária instruindo os usuários sobre como alterar os ajustes de privacidade do sistema para que o Zenly continue funcionando; a solução, entretanto, é considerada deselegante e prejudicial à experiência do usuário.

O email lembra que aplicativos da própria Apple, como o Buscar, não precisam passar pelo mesmo processo para capturar a localização dos usuários continuamente, o que significaria um favorecimento da gigante de Cupertino por seus próprios apps. Os desenvolvedores sugerem ainda uma solução: um processo em duas etapas no qual os usuários liberariam, na própria configuração dos apps, a captura de localização contínua.

A Apple não respondeu diretamente às desenvolvedoras, mas afirmou, em comunicado ao The Information, que trabalhará com as empresas para chegar a uma solução que agrade a todas as partes. A gigante de Cupertino lembrou também que implementou as mudanças para tornar a App Store um lugar mais seguro para todos os seus usuários, e que mesmo muitos dos seus próprios aplicativos estão sujeitos à mudança — o Buscar é uma exceção por conta da sua funcionalidade e do seu aspecto de segurança.

Ficaremos atentos, portanto, para os futuros desdobramentos dessa história.

via MacRumors

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários