A Apple participa, direta e indiretamente, de vários programas voltados para a educação ao redor do mundo. Mais recentemente, uma parceria entre a prefeitura de Glasgow (Escócia) e a empresa canadense de TI1 CGI disponibilizará iPads para cerca de 50 mil de estudantes do ensino primário, como forma de estimular a educação.

A ação faz parte de um plano para aplicar £300 milhões na educação do país e, como parte do acordo, todos os alunos das escolas primária e secundária (P6 a S6, na classificação escocesa) receberão seus próprios iPads para uso escolar, enquanto os jovens que estão no colegial (P1 a P5) terão acesso compartilhado a um iPad. Especificamente, cerca de 47 mil iPads serão entregues aos alunos até 2021, e 4.900 professores também terão acesso aos tablets da Maçã.

Segundo o conselheiro da cidade escocesa, Chris Cunningham, essa é a “maior iniciativa educacional da Apple na Europa”:

Queremos que nossas crianças e jovens estejam equipados com as habilidades que os farão brilhar como cidadãos digitais em suas vidas profissionais, e eu estou muito contente que Glasgow esteja liderando novamente o caminho em práticas inovadoras.

A iniciativa também inclui a instalação de Wi-Fi em todas as salas de aula e conexões de internet mais rápidas em geral; a BBC observou, ainda, que todos os iPads serão rastreados e gerenciados pelo Conselho Municipal de Glasgow, podendo bloqueá-los ou apagá-los remotamente. Além disso, os estudantes não conseguirão acessar plataformas de mídias sociais e sites inadequados pelos dispositivos.

via MacRumors

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários