Apple Card não é feito 100% de titânio

Análise microscópio do Apple Card

Entre as múltiplas vantagens do Apple Card sobre os outros cartões existentes, algumas delas estão justamente na versão física do mais novo queridinho dos consumidores. Mais precisamente, a Apple se gaba por confeccioná-lo de titânio, adicionando um acabamento branco para dar o visual clean do cartão.

Ainda assim, fica o questionamento: seria o Apple Card feito inteiramente de titânio? Como deu para perceber pelo título, não. Para descobrir a constituição do cartão, a Bloomberg levou a versão física do Apple Card para o professor e mineralogista Berkeley Wenk, da Universidade da Califórnia, investigar do que ele é feito. A resposta: 90% titânio e 10% alumínio.

Para chegar a esse resultado, Wenk usou o que é conhecido como microscópio eletrônico de varredura (ou microscópio eletrônico de varrimento, também chamado de MEV) para determinar a composição atômica do cartão.

O Apple Card não é o primeiro cartão de crédito fabricado com metal, uma vez que outras duas instituições americanas (a American Express e a Chase) oferecem seus próprios cartões premium no mesmo estilo. De qualquer forma, o Apple Card pode ser um precedente para o uso desse metal em ainda mais produtos da Maçã, como a próxima geração do Apple Watch, que poderá constituir-se de titânio e de cerâmica.

É interessante relembrar também que a coloração do Apple Card pode se desfazer com facilidade quando em contato com certos materiais, como o jeans e o couro; para saber como evitar que isso aconteça, a Maçã publicou uma nova página de suporte.

via MacRumors

Posts relacionados

Comentários