Kuo: rastreadores da Apple terão tecnologia de localização extra-precisa; iPhones de 2020 virão com novo design

Mockup das "Apple Tags"

Para um produto do qual ninguém conhecia a existência há meras duas semanas, os prováveis rastreadores Bluetooth da Apple foram revelados e detalhados muito rapidamente. Depois da sua “revelação”, o MacRumors expôs uma série de informações sobre o produto, mas não foi o suficiente: hoje, nosso amigo de sempre, Ming-Chi Kuo, veio engrossar o caldo com ainda mais previsões.

Em nota enviada aos investidores, o analista da TF International Securities afirmou que a “Apple Tag” (o nome é apenas uma suposição, claro) terá uma tecnologia ainda inédita em produtos da Maçã, chamada ultra-wideband (UWB, ou faixa ultralarga). Trata-se de uma frequência de rádio de baixa energia e baixo alcance, que é capaz de determinar a localização de um determinado dispositivo com precisão altíssima.

Mais precisamente, uma “Apple Tag” equipada com UWB teria precisão de localização até 100x superior se comparada com o Tile, seu concorrente mais óbvio — e que baseia seu funcionamento no protocolo Bluetooth LE (Low-Energy). Tal precisão é alcançada com uma comunicação entre dois dispositivos UWB (como um iPhone e a “Apple Tag”, por exemplo); eles medem o tempo exato para que a onda de rádio seja transferida entre os dois aparelhos, o que dá um posicionamento preciso de cada um dos dispositivos.

A desvantagem da tecnologia é que ela requer que ambos os dispositivos tenham suporte a ela. Kuo afirmou que, para acompanhar os rastreadores, os iPhones de 2019 já virão com suporte a emissão de ondas UWB, mas modelos anteriores do smartphone (assim como iPads e Macs) ficariam de fora da festa. Não se sabe, nesse caso, se as “Apple Tags” funcionariam com uma tecnologia alternativa (como o próprio Bluetooth LE) ou se os rastreadores só seriam compatíveis com os modelos mais novos de iPhones.

iPhones de 2020

Em outra nota enviada a investidores, Kuo compartilhou também algumas previsões adicionais em relação aos iPhones de 2020. Segundo o analista, os futuros aparelhos terão um design completamente renovado — em contraponto aos que deverão ser apresentados na semana que vem, os quais ainda contarão com a mesma linguagem introduzida no iPhone X.

Kuo afirmou também que os aparelhos de 2020 virão com suporte a 5G, corroborando especulações recentes, e trarão upgrades nas câmeras. O analista não detalhou as mudanças no design ou nas câmeras, entretanto, limitando-se a afirmar que as novidades seriam pensadas para aumentar o interesse dos consumidores nos iPhones.

via iMore, 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários