O que faltou e o que a Apple matou no seu evento especial de ontem Quão inovador o evento teria sido se esses dispositivos tivessem sido apresentados?

Passada a euforia do evento especial da Apple de ontem, os ânimos se voltam para o estado anterior ao da keynote, o que nos faz pensar em todas as coisas que esperávamos serem lançadas e que acabaram não sendo citadas de forma nenhuma.

Como muitos de vocês devem ter acompanhado, já há algum tempo fala-se de um possível (voltamos a tratá-lo com subjetividade) MacBook Pro de 16 polegadas, que aparentemente ainda não está pronto. Além disso, era esperado que a companhia apresentasse outros gadgets (um inédito), como veremos a seguir.

MacBook Pro de 16 polegadas

Conceito de como poderá ser o MacBook Pro de 16 polegadas

O famigerado novo MacBook Pro de 16″ começou a ser especulado em fevereiro deste ano, após o analista da TF Internacional Securities, Ming-Chi Kuo, ventilar uma série de lançamentos (alguns deles que já aconteceram) da Apple para este ano.

Depois de muito se cogitar, os rumores se estacionaram na ideia de que o tal MacBook Pro poderia ser lançado em outubro deste ano. Como acompanhamos, a Apple não apresentou nenhuma novidade para a sua linha de notebooks durante o evento especial de ontem, logo, isso contribui para a possibilidade de um novo evento até o fim deste ano, quem sabe já no mês que vem.

iPads Pro

Conceito de iPad Pro com três câmeras

A única adição (ou melhor, atualização) à linha de iPads anunciada durante o evento de especial de ontem contemplou apenas a versão de entrada do tablet, que agora conta com um modelo de 10,2″ (outrora de 9,7″).

Isso fez com que qualquer rumor acerca do lançamento de um novo iPad Pro por agora caísse por terra, empurrando essa possibilidade para um provável evento no próximo mês (quando os iPads Pro de terceira geração completarão um ano).

Atrelado ao lançamento de um novo iPad Pro estaria a possibilidade de a Apple adicionar um sistema de câmera tripla ao tablet, semelhantemente aos iPhones 11 Pro e 11 Pro Max. No entanto, isso é improvável, já que os mesmos rumores apontavam que o novo iPad de 10,2″ poderia ganhar duas câmeras, o que não aconteceu.

Apple TV

Apple TV 4K

A set-top box da Maçã foi atualizada pela última vez em 2017, há exatamente dois anos, com o lançamento da sua versão 4K. Mais do que o tempo do ciclo de vida desse modelo, esperava-se que a Maçã anunciasse uma nova versão da Apple TV a tempo do lançamento do Apple TV+, nova plataforma de streaming de vídeos da companhia, o que também não ocorreu.

Como informamos, o foco da possível atualização da Apple TV seria a performance, com a Apple incluindo um chip A12 (ou A12X) na set-top box. Além disso, esperava-se que essa atualização trouxesse uma porta HDMI 2.1 para a Apple TV, o que reduziria o lag em jogos.

“AirPods 3” e “Apple Pencil 3”

Também havia expectativas de que a Apple apresentasse uma terceira geração dos AirPods ainda neste ano, mas certamente os fones de ouvido da Apple perderam o timing da apresentação de ontem. Segundo alguns rumores, é esperado que a próxima geração dos fones ganhem resistência à água e ainda mais integração com a Siri — além de, quem sabe, incluírem cancelamento de ruído.

AirPods de segunda geração com o estojo aberto

Ademais, a segunda geração do Apple Pencil também completará um ano de vida em outubro próximo, o que nos faz cogitar que um novo lápis inteligente possa ser lançada em um novo possível evento ainda neste ano, o qual poderá ser anunciado junto aos possíveis novos iPads Pro.

Apple Pencil de segunda geração

Ainda com relação ao Apple Pencil, alguns rumores davam conta de que os iPhones 11 Pro e 11 Pro Max poderiam contar com suporte à stylus, o que também não aconteceu — o que deixa o Galaxy Note10 e Note10+ da Samsung à frente do iPhone, nesse quesito.

“Apple Tags”

Aqui, um rumor um tanto incomum que ganhou força nas últimas semanas após o MacRumors investigar as entranhas do iOS 13. Como informamos, códigos do novo SO da Apple apontam para um dispositivo um tanto quanto curioso, capaz de informar a localização de itens pessoais, os denominados “Apple Tags”.

De acordo com as notícias, era esperado que a Apple introduzisse um novo chip “R1” nos iPhones 11, 11 Pro e 11 Pro Max que permitiria empareá-los com tais “Apple Tags”, as quais nada mais seriam do que um novo dispositivo, pequeno, capaz de ser carregado como um chaveiro junto ao seus principais itens (carteiras, bolsas e chaves).

Eles funcionaram de forma semelhante ao novo recurso do app Buscar (Find My), possibilitando que o usuário encontrasse seus pertences da mesma forma que outros gadgets. A implementação do chip até veio, sob o nome de U1, mas o lançamento dos “Apple Tags” ainda não aconteceu — isso não significa, é claro, que tais novidades nunca verão a luz do dia.

Monitoramento de sono no Apple Watch Series 5

O Apple Watch Series 5 conta um apanhado de rastreadores que possibilitam ao usuário acompanhar diversos dados de saúde cotidianamente, mas a Apple poderia ter ido além e implementado o tão esperado monitoramento de sono no novo relógio.

No começo deste ano, comentamos que um recurso desse tipo poderia chegar no modelo de 2020 do vestível, mas logo alguns rumores começaram a pipocar sobre a implantação dessa novidade já na versão lançada ontem, mas isso não aconteceu. Até mesmo códigos descobertos no iOS 13 apontavam para a existência desse recurso, bem como um “Modo Horário Escolar”, o qual também não aterrissou no Apple Watch Series 5.

Segundo o vice-presidente sênior da Consumer Business, Eric Cohen, a ausência do monitoramento de sono está mais relacionada com uma questão comercial do que tecnológica, uma vez que muitas empresas tentaram implementar essa função em seus gadgets vestíveis e a experiência de usuários não foi positiva.

Lançamento do Mac Pro e do Pro Display XDR

Anunciados no início deste ano, o Mac Pro e Pro Display XDR causaram muita comoção entre os usuários. Por isso, esperava-se que a Apple soltasse pelo menos uma informação sobre o lançamento da sua nova máquina e display profissionais, mas nem esse gostinho eles nos deram.

Por outro lado, se o possível evento de outubro acontecer, pode ser que a Maçã tenha reservado todas as novidades da família de Macs para esse evento, incluindo, esperançosamente, os detalhes da mais nova geração do Mac Pro.

·   •   ·

R.I.P: iPhones 7, 7 Plus, XS e XS Max

Caixa do iPhone 7 Plus

O evento de ontem não só deixou de trazer todas as “novidades” supracitadas como também foi responsável pelo fim do ciclo de vendas de alguns dispositivos prestigiados da Apple: os iPhones 7, 7 Plus, XS e XS Max, que entraram para a história.

Os smartphones lançados em 2016 e 2018 saíram da linha de frente dos smartphones da Maçã devido à introdução dos iPhones 11, 11 Pro e 11 Pro Max — que se somam ao iPhone 8, 8 Plus e XR por mais um ano. Enquanto isso, as unidades remanescentes dos iPhones 7 e 7 Plus foram dispostas na página de liquidação da Apple.

R.I.P: Apple Watch Series 4

Apple Watch Series 4

Quanto ao relógio, o Apple Watch Series 5 “chutou” o seu antecessor do lineup de gadgets vestíveis e assumiu a frente das vendas ao lado do Apple Watch Series 3, lançado em 2017.

R.I.P: 3D Touch

Como nós também informamos, foi hora de dizer adeus também ao 3D Touch, recurso implantado no iPhone 6s que unia hardware e software para oferecer ainda mais opções de acesso aos recursos do iOS.

Essa tarefa agora será realizada pelo chamado Haptic Touch, presente nos iPhones a partir do modelo XR, que oferece “as mesmas funções” do 3D Touch, mas sem a opção de pressão na tela (e sim com um toque mais longo).

via MacRumors: 1, 2, 3

Posts relacionados

Comentários