Apple investirá mais US$250 milhões na fabricante de vidros Corning

A Apple anunciou hoje que direcionará mais US$250 milhões do seu Fundo Avançado de Manufatura (Advanced Manufacturing Fund) à fabricante americana de vidros Corning Incorporated, famosa pelo chamado Gorilla Glass.

Em maio de 2017, a Apple já havia investido quase o mesmo valor na empresa — ou seja, estamos nos aproximando agora de meio bilhão de dólares.

Não é à toa: há anos, a Corning é a principal responsável pelo fornecimento dos vidros que equipam iPhones (inclusive os mais recentes 11, 11 Pro e 11 Pro Max — que, segundo a Apple, trazem os vidros mais resistentes já colocados num smartphone), iPads e Apple Watches.

“A rica história da Apple e da Corning já vem de mais de uma década, e nossa parceria revolucionou o vidro e transformou a indústria de tecnologia com o primeiro iPhone”, disse Jeff Williams, diretor de operações da Apple. “Esse prêmio reitera a crença compartilhada da Apple e da Corning no papel vital que a criatividade tem na criação de produtos líderes da indústria, e o orgulho que ambas as companhias levam em aplicar inovação americana e manufatura avançada para resolver alguns dos desafios tecnológicos mais difíceis do mundo.”

“Estamos orgulhosos do que conquistamos por meio da nossa colaboração com a Apple, e estamos empolgados pelas novas oportunidades que esse investimento adicional cria”, afirmou Wendell P. Weeks, presidente e diretor executivo da Corning. “Esse prêmio do Fundo de Manufatura Avançado permitirá que nós desenvolvamos revolucionárias inovações em vidro, ao mesmo tempo em que expandimos nossas capacidades de manufatura. Mais importante ainda, nossa colaboração contínua nos permite criar novas capacidades vitais para usuários finais e que continuemos superando barreiras do que é possível no futuro.”

O valor investido é ainda mais impressionante se levarmos em consideração que a Corning — sediada em Harrodsburg (Kentucky) — é apenas uma de mais de 9.000 fornecedoras da Apple só nos Estados Unidos. Em 2018, a Apple investiu US$60 bilhões em empresas americanas, apoiando 450 mil empregos em todos os 50 estados do país, bem como localidades de manufatura em 36 deles.

No comunicado de hoje, a Apple reitera que *todos* os seus produtos-chave contêm partes ou materiais do EUA e/ou fabricados com equipamentos de empresas americanas. Obviamente, toda essa preocupação tem a ver com a pressão recente feita pelo presidente Donald Trump.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários