Cuidado: WhatsApp não exclui mídia no iOS caso você apague uma mensagem Mandou aquela foto, digamos, saidinha para a pessoa errada? Torça para que ela use Android

Parece que foi ontem, mas já se vão quase dois anos desde que o WhatsApp começou a liberar o recurso que permite aos usuários apagar uma mensagem após o seu envio. A funcionalidade foi rapidamente adotada pelas suas centenas de milhões de usuários ao redor do mundo, e hoje é a coisa mais fácil do mundo abrirmos uma conversa para nos depararmos com o aviso: “Essa mensagem foi apagada”.

Só há um detalhe: nem todas as mensagens trocadas no WhatsApp são iguais. Mensagens compostas somente de texto são tranquilas; elas somem imediatamente quando você escolhe apagá-las. Quando estamos falando de mensagens com fotos ou vídeos embutidos, entretanto, a história é outra — especialmente se você (ou seu contato) tem ativada a opção de salvar automaticamente essas mídias no Rolo da Câmera.

O pesquisador Shitesh Sachan, em estudo publicado pelo Hacker News, comprovou algo que alguns de vocês possivelmente já perceberam: o WhatsApp, no iOS, não apaga a mídia salva no Rolo da Câmera do seu aparelho caso o remetente exclua a mensagem correspondente a ela. Isto é, a foto ou vídeo não poderá ser visualizada na conversa em si, mas permanecerá salva na galeria do seu iPhone.

A lógica não se aplica ao Android: no sistema do robozinho verde, o WhatsApp apagará totalmente a mídia associada a uma mensagem excluída, deletando-a da galeria do aparelho em questão caso o usuário tenha a opção do salvamento automático ativada.

Consultada, a equipe de desenvolvimento do WhatsApp diz ter ciência desse comportamento e explica que ele não representa uma falha — o mensageiro se responsabiliza somente pelas mensagens de texto e conteúdo armazenado dentro da sua plataforma, então mídias salvas externamente não necessariamente serão apagadas por ele.

Outra explicação para a disparidade de comportamento está nas diferenças de funcionamento do iOS e do Android. O sistema do Google permite (com a devida autorização do usuário, claro), que o mensageiro tenha acesso à raiz do sistema e apague arquivos em domínios que não são seus. No iOS, por outro lado, esse processo é muito mais tortuoso; por padrão, quando uma foto ou um vídeo são salvos no Rolo da Câmera do iPhone, o WhatsApp não tem “jurisdição” para entrar naquela área e apagar aquele conteúdo, por assim dizer.

Ainda assim, como lembra Sachan, o WhatsApp deveria deixar essa informação mais clara. A maioria dos usuários, ao selecionar a opção “Apagar para todos”, pode ter a impressão de que o conteúdo compartilhado por eles será prontamente apagado no aparelho do seu contato (ou seus contatos, no caso de um grupo); como nós vimos, esse não é exatamente o caso em certas ocasiões.

Ou seja, fica o lembrete: caso você envie aquela foto, digamos, saidinha para a pessoa errada, apague-a imediatamente — mas torça para que ela (ou ele) use Android.

via The Next Web

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários