OnePlus 7T traz tela de 90Hz e especificações (quase) de ponta por US$600 Um ótimo concorrente para o iPhone 11

Desde que o iPhone X foi apresentado e elevou o patamar de preço dos smartphones chamados flagships, ficou difícil arranjar um aparelho topo-de-linha por menos de US$1.000. Aí chegou a OnePlus, a chinesa com grandes ambições que passou a oferecer, com boa consistência, dispositivos dignos da atenção de todos por uma etiqueta bem mais, digamos, amigável.

Neste segundo semestre, entretanto, a concorrência está mais acirrada nessa área abaixo dos mil dólares. A Apple lançou um smartphone com especificações quase de flagship por US$700, a Samsung tem uma versão “mini” do seu topo-de-linha por US$650 e o Google deverá seguir o mesmo caminho com o Pixel 4, no próximo mês. Qual a estratégia da OnePlus, então? Aprimorar a própria receita, é claro.

A chinesa apresentou hoje o OnePlus 7T, sucessor, ao mesmo tempo, do OnePlus 7 e do OnePlus 7 Pro, de março passado. Temos aqui um bonito equilíbrio: o aparelho é mais barato que o 7 Pro, mas conta com quase todos os seus recursos e atrativos — o que pode ser deveras sedutor para os consumidores.

OnePlus 7T

Para começar, o novo smartphone traz o diferencial mais elogiado do seu irmão mais velho: a tela OLED de 90Hz, que, com sua taxa de atualização mais rápida (a maioria dos telefones fica nos 60Hz), dá uma sensação incrivelmente maior de fluidez e responsividade — se você já usou um iPad Pro com tecnologia ProMotion (de 120Hz), sabe do que eu estou falando. Além disso, trata-se de um painel de 6,55 polegadas com resolução Full HD.

Temos aqui, como no 7 Pro, três câmeras traseiras: um sensor principal de 48 megapixels com abertura f/1.7, uma teleobjetiva de 12MP com abertura f/2.2 e uma grande-angular de 16MP com abertura f/2.2. Na frente, sai a câmera de selfies deslizante e entra uma lente entalhada na tela (o que pode ser bom ou ruim, já que o design é menos limpo mas fica menos suscetível a falhas e entrada de impurezas) com sensor de 16 megapixels.

Em outras especificações, temos o processador móvel mais potente da Qualcomm no momento (o Snapdragon 855+), 8GB de RAM, 128GB de armazenamento, leitor biométrico embutido na tela, bateria de 3.800mAh e um carregador de 30W incluído na caixa, que leva o aparelho de 0 a 70% de bateria em meia-hora (uau!). Nem tudo são flores, entretanto: como já é costume nos aparelhos da OnePlus (talvez para manter o preço baixo), não temos aqui suporte a carregamento sem fio ou uma certificação de resistência a água/poeira.

Essas desvantagens ficam menores, entretanto, quando se considera o preço do OnePlus 7T: US$600. O aparelho será vendido na loja online da própria fabricante, em duas cores (azul e cinza) a partir do próximo mês. Nada mau, hein?

via The Verge

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários