Engenheiro da Apple dá detalhes sobre o recurso de autocompletar códigos no Safari Spoiler: não, ele não é igual ao do Android

Recurso de autocompletar códigos do Safari

Uma funcionalidade do iOS 12 que é pouco lembrada mas é uma mão na roda em uma série de momentos é o recurso de autocompletar códigos. É ele o responsável por “capturar” o código em um processo de autenticação de dois fatores (quando você está na tela de login de algum serviço, por exemplo, e recebe uma SMS com um código para acessá-lo) e colocá-lo nas sugestões do teclado, pronto para ser usado sem que você tenha que gravar nada.

O engenheiro de software da Maçã Ricky Mondello, ao responder a um usuário do Twitter que agradecia os criadores do recurso, resolveu contar alguns detalhes sobre o seu processo de desenvolvimento. De acordo com ele, a ideia da funcionalidade veio de um pequeno grupo de engenheiros na Apple que, originalmente, trabalhava num projeto o qual eles consideravam “muito mais ambicioso” — e que ele não especificou.

O tal do projeto ambicioso acabou não indo à frente, mas fez com que o grupo pensasse em um recurso que autocompletasse códigos enviados por SMS. Mondello classificou a mudança de foco como “difícil”, mas disse que hoje fica feliz em pensar que o redirecionamento aconteceu — porque “o resultado veio da ideia, do trabalho em equipe e da execução”, nas palavras do desenvolvedor.

Mesmo uma belíssima ideia ainda é só uma ideia. Ideias são obviamente muito importantes — elas são necessárias, mas não suficientes. Aqui, o resultado final veio da ideia, do trabalho em equipe e da execução.

Anos depois, eu ainda me sinto muito orgulhoso da equipe por ter feito o recurso funcionar. Nós combinamos experiências de várias áreas para criar uma mágica que já funcionava no primeiro dia, sem pedir nada dos desenvolvedores de apps e sites, sem fornecer suas mensagens de texto a ninguém. Isso ainda me inspira!

Monello adiciona que a implementação do recurso no iOS/macOS é diferente daquela adotada pelo Android — o sistema do robozinho, em certos casos, captura automaticamente o código enviado por SMS e já o aplica no campo em questão como uma versão automática do recurso de copiar/colar. Segundo o desenvolvedor, essa não é a melhor abordagem, pois representa problemas de privacidade e segurança.

Que bom, então, que deu tudo certo, não?

via AppleInsider

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários