Privacidade. Se tem um tema que a Apple gosta de explorar [1, 2, 3, 4] e que, na teoria, está 100% alinhado com a sua estratégia comercial, é privacidade.

Por quê? Simples: empresas como Google, Facebook, Amazon e outras precisam de informações dos clientes para que seus serviços façam sentido. Já a Apple ganha boa parte dos seus dólares vendendo produtos e até mesmo serviços os quais, de uma forma superficial, não precisam saber absolutamente nada sobre a sua vida particular.

É claro que a história não é tão simples assim como eu contei acima. A Siri, por exemplo, precisa ter acesso a um certo nível de informações dos usuários para funcionar da maneira como imaginamos — não é à toa que a Maçã também se meteu em polêmicas envolvendo invasão de privacidade nesse sentido.

A grande diferença é que a Apple, nesses casos, costuma assumir o erro e agir rápido para remediar a situação — como isso faz parte de uma estratégia de marketing, tudo precisa necessariamente estar bem alinhado com o discurso, afinal.

Mantendo essa linha, a Apple divulgou hoje um novo comercial batendo nessa tecla. Intitulado “Privacidade no iPhone – Simples assim”, o vídeo explica que nos dias de hoje o nosso smartphone tem mais informações pessoais do que a nossa casa.

Detalhes financeiros, mensagens, a sua localização, o seu batimento cardíaco depois de uma corrida… tudo isso é informação sensível que deveria estar apenas no seu telefone, sem que ninguém mais tenha acesso. E é exatamente isso que a Apple promete com o iPhone. Ao usá-lo, tudo o que é sensível e importante fica apenas nele.

Que a Apple consiga cumprir essa promessa com louvor. 😉


iPhone 11 Pro e 11 Pro Max

Botão - Comprar agora

iPhone 11 Pro e 11 Pro Max

de Apple

Preço à vista: a partir de R$ 6.299,10
Preço parcelado: em até 12x de R$ 583,25
Cores: cinza-espacial, prateada, verde meia-noite e dourada
Capacidades: 64 GB, 256 GB ou 512 GB
Lançamento: setembro de 2019

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários