Muito se fala sobre como as capacidades fotográficas dos smartphones modernos estão, cada vez mais, satisfazendo as necessidades de basicamente todos os usuários (e até mesmo alguns profissionais). Pensando nisso, o YouTuber Matti Haapoja resolveu fazer um teste, colocando frente a frente um iPhone 11 Pro e uma DSLR de US$7.500 — a EOS-1D X Mark II, da Canon.

Ninguém esperava, claro, que o smartphone da Maçã fosse superar um equipamento profissional sete vezes mais caro. Ainda assim, Haapoja ficou impressionado com a paridade dos resultados: em quase todos os cenários testados, a performance do iPhone foi comparável — em alguns casos, até melhor — à da Canon. O aparelho móvel, inclusive, apresentou contraste dinâmico e detalhes mais definidos do que sua concorrente.

O único ponto em que o iPhone não é páreo à Canon é no efeito bokeh — a profundidade de campo e o efeito “desfocado” nas fotos produzidas pela DSLR é muito mais natural (o que é óbvio, porque, bom, é natural), enquanto o efeito gerado pelo iPhone é mais artificial na comparação lado a lado, ainda que muitíssimo aceitável.

Obviamente, alguns pontos precisam ser considerados aqui. Primeiro, todos os exemplos testados são de objetos basicamente parados, posando, em áreas com boa exposição de luz natural — ou seja, cenários relativamente “fáceis” para que o iPhone produza boas imagens. Além disso, colocar as fotos em tamanho reduzido dentro da janela de um vídeo não é a melhor forma de compará-las; certamente, mais diferenças seriam notadas numa ampliação a 100% dos seus pixels ou em formato impresso.

Ainda assim, o próprio Haapoja lembra de um ponto importante: a grande maioria dos usuários fará boa parte das suas fotos exatamente nesses cenários, e pouquíssimos farão grandes ampliações ou impressões das suas imagens. Portanto, que o iPhone chegue tão perto de uma DSLR profissional nessas condições já é um feito e tanto — e que mostra como a chamada fotografia computacional tem evoluído a passos largos.

Nesse sentido, vale conferir também o comparativo de Andrew Hoyle para a CNET — ele fez uma viagem pelas Terras Altas da Escócia numa McLaren 600LT Spider e capturou belíssimas imagens da paisagem com um iPhone 11 e com uma Canon EOS 5D Mark IV. Em ambos os dispositivos, o fotógrafo disparou em RAW e realizou o mesmo pós-processamento nas imagens, com o Lightroom, para paridade de condições. No fim das contas:

Eu tentei descobrir se uma câmera de smartphone poderia capturar uma jornada como essa da mesma forma que a minha DSLR e genuinamente acho que os resultados são muito parecidos. Eu fiquei seriamente impressionado com as imagens que tirei com o iPhone e, em muitos casos, não consegui distinguir entre as fotos do smartphone e as da minha câmera profissional. Eu não me imaginaria dizendo isso até mesmo um ano atrás.

[…] É verdade que o iPhone não substituirá completamente meu equipamento profissional quando eu estiver fotografando para a CNET. Mas eu posso afirmar com certeza que escolherei somente o smartphone em vez da minha DSLR desajeitada quando estiver de férias. Em vez de uma mochila inteira de equipamentos, esse pequeno aparelho que cabe no meu bolso se sai muito bem sozinho.

Nada mau, hein?

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários