Assinatura do Apple Music para estudantes também incluirá o Apple TV+ Será que os "pacotes" de assinatura vêm aí, mesmo?

Nesta semana, comentamos que uma das maneiras de a Apple aumentar o número de assinantes da sua plataforma de streaming de música era unindo-o a alguns de seus outros serviços num pacote — e não é que a Maçã pensou na mesma coisa?

Em um anúncio surpresa (e feito indiretamente pela companhia), o primeiro “pacote de assinaturas” dos serviços da Maçã incluirá o Apple Music e o Apple TV+, mas nem todos os assinantes da plataforma de streaming de música terão acesso à opção, inicialmente: apenas assinantes do plano estudantil do Apple Music (R$8,50/mês) também poderão acessar o conteúdo do Apple TV+ sem nenhum custo adicional.

A novidade foi anunciada via Stories do Instagram pela atriz Hailee Steinfeld — protagonista da série “Dickinson”, do Apple TV+, que será lançada nesta sexta-feira. O anúncio de Steinfeld, entretanto, não oferece muitos detalhes dessa oferta, revelando apenas que os assinantes do plano estudantil do Apple Music poderão acessar o Apple TV+ “de graça” a partir do dia 1º de novembro.

Não há como afirmar, portanto, se esse pacote será oferecido por tempo limitado ou permanentemente; além disso, muito provavelmente a oferta valerá para todas as regiões onde a assinatura estudantil do Apple Music é oferecida — se esse for mesmo o caso, tanto Brasil quanto Portugal estarão incluídos.

Também não há informações se a oferta será expandida para outros tipos de assinatura do Apple Music, como a familiar (R$24,90), a qual permite que até seis pessoas de uma mesma família acessem o serviço. É provável que mais informações sejam divulgadas ainda nesta semana, com o lançamento oficial do Apple TV+.

Para assinar um plano estudantil do Apple Music, o usuário deve confirmar que está cursando a graduação (ou a pós) em uma universidade (estudantes do ensino infantil, fundamental e médio não estão incluídos). Para isso, é necessário verificar sua identidade junto ao sistema da UNiDAYS, o qual liberará a assinatura estudantil.

via 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários