No geral, as câmeras de smartphones modernos oferecem muito mais megapixels do que nós precisamos para a grande maioria das situações — de fato, em boa parte dos casos, as imagens são rudemente comprimidas e reduzidas para serem salvas na nuvem ou postadas nas mídias sociais. Até para impressão em tamanhos comuns, os 10-15 megapixels dos celulares contemporâneos (nos iPhones recentes são 12MP) são satisfatórios.

Há casos, entretanto, em que você pode querer mais que isso. Digamos que você precise, por exemplo, tirar uma foto para um pôster enorme, ou criar uma imagem que possa ser ampliada mais profundamente para análise de detalhes minuciosos. Impossível, certo? Não, não é impossível — é só um processo estranhamente específico. Ah, e que requer o Photoshop.

A dica foi compartilhada pelo fotógrafo Usman Dawood, do canal Sonder Creative. Ele usou um iPhone 11 Pro para demonstrar a façanha, e explicou o processo passo a passo. Basicamente, o que você precisa fazer é planejar-se previamente (não, não vai ser possível dobrar a resolução das suas fotos já tiradas, desculpe), ter um pouco de paciência e, de preferência, fotografar em RAW — o que não é obrigatório, mas contribui com a qualidade final das imagens e pode ser feito facilmente, no iPhone, em apps como o Moment, o Halide ou o Lightroom.


Ícone do app Moment - Pro Camera

Moment - Pro Camera

de Moment Inc.

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 3.13.1 (100.3 MB)
Requer o iOS 11.0 ou superior

R$ 22,90

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR


Ícone do app Halide Camera

Halide Camera

de Lux Optics LLC

Compatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 1.15.0 (23 MB)
Requer o iOS 11.0 ou superior

R$ 22,90

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR


Ícone do app Adobe Lightroom: Editar Fotos

Adobe Lightroom: Editar Fotos

de Adobe Inc.

Compatível com iPhonesCompatível com Apple TV
Versão 5.1.0 (219.2 MB)
Requer o iOS 12.3 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Quando enquadrar sua composição e tiver tudo pronto para fotografar, mantenha as mãos firmes e tire uma boa quantidade de fotos “iguais” — umas 15 ou 20 são suficientes. Mas atenção: não use tripés ou outros acessórios de estabilização para isso, já que o processo aqui depende justamente dos “micromovimentos” feitos pelos seus braços entre cada disparo.

Em seguida, importe as fotos para o seu computador e faça o pós-processamento delas do jeito que quiser (o Lightroom é uma boa pedida — e se você tem o Photoshop, certamente terá o gerenciador de imagens da Adobe por aí, também). Quando estiver tudo ajustado, exporte as fotos para o Photoshop como camadas separadas; há um comando no Lightroom que faz isso automaticamente, mas você pode fazer de forma manual, também.

No Photoshop, com todas as camadas selecionadas, o primeiro passo é aplicar o comando “Alinhar Camadas”, disponível no menu “Editar” (a opção automática é suficiente para o que pretendemos). Em seguida, é preciso cortar os cantos da imagem para que não haja porções transparentes no quadro.

A seguir, ainda com todas as camadas selecionadas, deve-se convertê-las num “Objeto Inteligente” pela opção correspondente no menu Camadas » Objetos Inteligentes. Depois, no menu Imagem » Tamanho da Imagem, dobre a quantidade de pixels do seu objeto. Por fim, volte ao menu Camadas » Objetos Inteligentes » Modo de pilha e escolha a opção “Mediana”.

Pronto! Ao contrário de uma foto “tradicional”, em que o Photoshop simplesmente duplicaria o tamanho de cada pixel, aqui o software analisará as pequenas diferenças entre as camadas do objeto inteligente para de fato aumentar a quantidade de pixels na imagem, efetivamente duplicando a sua resolução. Agora, você pode ampliar o resultado final com muito mais precisão.

Confira, abaixo, uma comparação entre duas imagens — a da esquerda, uma foto “comum” tirada pelo iPhone 11 Pro, e à direita uma que passou pelo processo descrito acima. Clique nas fotos para ampliá-las e analisá-las em seus mínimos detalhes.

Certamente, trata-se de um processo que não é acessível a parte dos usuários (e que naturalmente não será de utilidade para a maioria). Ainda assim, para aqueles momentos em que você precisar de uma imagem com resolução maior… aí está.

via Cult of Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários