A Apple anunciou hoje que investirá US$2,5 bilhões no combate à crise de disponibilidade e acessibilidade de moradias no estado da Califórnia.

De acordo com a empresa, à medida que os custos com aluguel sobem (e como a disponibilidade de moradias populares não acompanha o crescimento da região), a população acaba deixando os lugares onde se desenvolveram em busca de melhores condições; nesse sentido, quase 30 mil pessoas deixaram a região de San Francisco entre abril e junho deste ano, e o número de proprietários residenciais na área da baía está no nível mais baixo em sete anos.

Mais precisamente, o compromisso da Apple inclui US$1 bilhão em investimentos imobiliários populares, US$1 bilhão em assistência hipotecária para compradores que nunca tiveram um imóvel próprio anteriormente e a disponibilização de terras da Apple avaliadas em US$300 milhões para o desenvolvimento de projetos de casas populares.

Os US$200 milhões restantes serão divididos da seguinte forma:

  • US$150 milhões serão destinados a empréstimos e subsídios perdoáveis para pessoas de baixa renda;
  • US$50 milhões serão doados para a instituição de caridade Destination: Home, a qual visa reduzir a escassez de moradias no Vale do Silício e apoia pessoas em situação de vulnerabilidade.
Trabalhadores em construção civil

O investimento bilionário também visa acelerar e expandir a produção de novas habitações, além de impulsionar a criação de moradias a longo prazo que, de outra forma, não sairiam do papel. Mais do que isso, a Maçã quer ajudar as pessoas — principalmente professores, bombeiros, socorristas e prestadores de serviços que vivem em comunidades onde o valor do aluguel é alto — a adquirirem uma casa própria, como definido pelo CEO1 Tim Cook:

Antes que o mundo conhecesse o nome Vale do Silício, e muito antes de carregarmos a tecnologia em nossos bolsos, a Apple chamou essa região de lar e sentimos uma profunda responsabilidade cívica de garantir que continue sendo um lugar vibrante onde as pessoas possam viver, ter uma família e contribuir para a comunidade. Habitação acessível significa estabilidade e dignidade, oportunidade e orgulho. Quando essas coisas ficam fora do alcance de muitos, sabemos que o caminho que seguimos é insustentável e a Apple está comprometida em fazer parte da solução disso.

O governador da Califórnia, Gavin Newsom, também comentou a importância do projeto da Apple para o estado e a sua população:

Esse compromisso financeiro incomparável com moradias populares e as estratégias inovadoras no centro dessa iniciativa são a prova de que a Apple leva a sério a solução desse problema. Espero que outras empresas sigam sua liderança. O custo altíssimo das moradias — tanto para proprietários quanto para locatários — é a principal preocupação de qualidade de vida para milhões de famílias em todo o estado, que só podem ser corrigidas com a construção de mais moradias. Essa parceria com a Apple permitirá que o estado da Califórnia faça exatamente isso.

A Apple não é a única gigante da tecnologia a se posicionar sobre a crise de moradias na Califórnia: no mês passado, o Facebook anunciou que investirá US$1 bilhão para aliviar esse problema, bem como o Google, que também divulgou um plano de US$1 bilhão em junho passado.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários