Pelo quarto ano consecutivo, a Apple atualizou sua página de privacidade1, a qual inclui os documentos de segurança acerca do uso de dados e diversas outras características dos seus principais sistemas de segurança, softwares e gadgets.

Contudo, diferentemente dos anos anteriores (quando a companhia atualizava apenas parte do site com novas informações) a Maçã publicou, pela primeira vez, alguns documentos técnicos em PDF que mergulham no funcionamento de algumas de suas tecnologias, incluindo o Safari, o Fotos, os Serviços de Localização e o Iniciar sessão com a Apple (“Sign in with Apple”) — todos em inglês, naturalmente.

Além disso, os usuários podem encontrar um resumo de como os seus dados são usados (e como a empresa os protege) ao navegar na web e nos Mapas da Apple, ao enviar mensagens pelo iMessage, ao utilizar o CarPlay, ao realizar compras por usando o Apple Pay, etc.

Apesar do conteúdo inédito, tudo indica que a Apple não tenha feito nenhuma alteração na sua política de privacidade. Em vez disso, essa atualização organiza e distribui melhor as informações legais sobre privacidade — como a política de gravação da Siri (que deu o maior problema para a empresa), o recurso de proteção contra rastreamento do Safari, entre outros.

Ademais, a companhia ressaltou algumas inovações em privacidade implantadas recentemente no iOS 13 e em alguns de seus novos serviços, como o Apple Arcade:

  • Contatos: todas as anotações armazenadas na seção de Notas do app Contatos não serão compartilhadas com aplicativos de terceiros, mesmo quando eles tiverem acesso concedido ao app;
  • Buscar (Find My): a Apple usa criptografia de ponta a ponta para se comunicar com outros dispositivos próximos, a fim de encontrar iPhones e Macs perdidos, garantindo que eles não decodifiquem a localização do dispositivo ou a identidade do aparelho descoberto;
  • Arcade: nenhuma publicidade ou rastreamento de terceiros é permitida;
  • Notificações de rastreamento em segundo plano: donos de iPhones agora recebem notificações quando os aplicativos estão usando sua localização em segundo plano, permitindo-lhes desativar esse recurso.

Os novos documentos de segurança são divulgados num momento em que a Apple está promovendo (mais do que nunca) os recursos de privacidade e segurança de seus dispositivos/sistemas como um ponto de venda — a exemplo das campanhas publicitárias em algumas cidades ao redor do mundo e também na web.

via iMore

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários