Fundo de inovação do SoftBank com investimento da Apple tem prejuízo bilionário A Maçã não deverá perder o sono por conta disso, entretanto

No início de 2017, a Apple confirmou que investiria US$1 bilhão num fundo de inovação do grupo japonês SoftBank. O fundo, que teve no total mais de US$100 bilhões em investimentos do próprio conglomerado oriental e de várias outras empresas, tem como objetivo apoiar startups e iniciativas tecnológicas com ideias promissoras. A ideia, entretanto, parece estar encontrando algumas dificuldades.

O chamado SoftBank Vision Fund informou hoje uma perda de 970 bilhões de ienes (aproximadamente R$36 bilhões) nos seus investimentos, o que contribuiu para o primeiro prejuízo trimestral do grupo japonês em 14 anos. Dos US$100 bilhões anunciados pelo SoftBank para investimento, cerca de US$70 bilhões já foram aplicados em 88 empresas e startups — e, mesmo com as perdas, o fundo continuará operando.

O fundador e CEO do SoftBank, Masayoshi Son, atribuiu a si mesmo a responsabilidade pelas perdas, afirmando que teve uma “visão de investimentos ruim”. Especificamente, dois fatores podem ser citados para explicar o prejuízo do grupo: a derrocada da startup de coworking WeWork, que teve uma estreia barulhenta na bolsa de valores mas rapidamente tornou-se um fiasco, e os prejuízos recentes da Uber. Ambas as empresas tinham recebido investimentos do fundo.

Para a Apple e outras empresas envolvidas no fundo, entretanto, as notícias não são necessariamente desesperadoras. Investimentos em novas ideias e empresas em ascensão são naturalmente arriscados e esse tipo de prejuízo é relativamente comum; outras startups que receberam investimentos do fundo ainda estão em fases iniciais de desenvolvimento e poderão, eventualmente, dar o retorno esperado às gigantes que contribuíram para a iniciativa.

Mais que isso, a participação da Apple no Vision Fund é estratégica: além da perspectiva financeira, a Maçã também poderá se beneficiar com novas tecnologias e produtos criados pelas empresas incentivadas com o fundo. Ou seja, ninguém deve estar preocupado com o prejuízo lá pelos lados de Cupertino.

Vale notar, aliás, que a Apple já está comprometida para um investimento no Vision Fund 2, o próximo fundo do tipo do SoftBank que terá ainda mais dinheiro aplicado.

via CNBC | imagem: Pexels

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários