iPhone 11 Pro Max fica em 3º lugar no ranking do DXOMARK

Já é tradição: sempre que um smartphone é lançado, o DXOMARK faz uma avaliação completa das câmeras (frontais e traseiras) e dá o seu veredito. Cada aspecto avaliado gera uma nota que é somada e ganha vida em um ranking classificatório. A Apple sempre fez bonito nesse ranking, se mantendo nas primeiras posições. E, agora, com o lançamento dos iPhones 11, 11 Pro e 11 Pro Max, não foi diferente.

Após a liberação do iOS 13.2 e a chegada do recurso Deep Fusion, o DXOMARK terminou a sua avaliação e classificou as câmeras do iPhone 11 Pro Max como as terceiras melhores existentes no mercado (com 117 pontos), ficando atrás do Huawei Mate 30 Pro e do Xiaomi Mi CC9 Pro Premium Edition (ambos com 121 pontos). Vale ressaltar que a pontuação do 11 Pro Max é a mesma da do Galaxy Note10+.

Ranking do DXOMARK

De forma resumida, o iPhone atingiu 124 pontos no quesito foto e 102 em vídeo.

Avaliação do iPhone 11 Pro Max feita pelo DXOMARK

A câmera teve um desempenho muito bom em nossos testes em praticamente todas as áreas, mas alguns desafios permanecem. As imagens estáticas geralmente mostram uma exposição muito boa. A faixa dinâmica é muito ampla sob luz brilhante e sob condições internas, mas alguns recortes de destaque ainda são visíveis em cenas muito difíceis. No geral, o iPhone está entre os melhores para exposição; é apenas com pouca luz que ele não consegue acompanhar dispositivos com sensores de imagem maiores, como o Huawei Mate 30 Pro. Como as gerações anteriores do iPhone, o 11 Pro Max também tem uma pontuação muito boa em cores e está entre os melhores dessa categoria em todas as condições de luz. Um tom levemente esverdeado é visível em algumas cenas internas e em nossos testes de laboratório, mas a cor geral tende a ser muito agradável: um leve tom amarelo dá a algumas cenas uma sensação de calor e funciona muito bem para tons de pele em retratos.

Avaliação do iPhone 11 Pro Max feita pelo DXOMARK
As imagens capturadas no iPhone 11 Pro Max mostram boa exposição, ampla faixa dinâmica e renderização de cores agradável

Deep Fusion

O DXOMARK também elogiou o recurso Deep Fusion, o qual usa aprendizado de máquina e empilhamento de imagens para conseguir um resultado superior. Para eles, as fotos ficam visivelmente com mais detalhes e texturas, melhorando também aspectos como sardas, pêlos de animais e folhagem distante — tornando o iPhone ótimo para fotografia de paisagens e retratos.

Todavia, quando em um ambiente com pouca luz, fica evidente uma queda nos detalhes. O ruído no iPhone 11 Pro Max também foi aprimorado em relação ao XS Max, mas ainda é visível em quase todas as condições de luz.

Modo Retrato

O Modo Retrato tem bons resultados mas não está entre os melhores, segundo a avaliação. Pequenos erros de profundidade são visíveis em todas as condições, mas o ruído nos objetos e no fundo foi melhorado em comparação ao XS Max.

Zoom

A Apple melhorou a qualidade do zoom no iPhone 11 Pro Max em relação ao XS Max, mas o recurso não está ainda no nível atingido por aparelhos com lentes teleobjetivas mais parrudas, como o Huawei Mate 30 Pro e o P30 Pro.

Ultra-angular

A linha 11 foi a primeira da Apple a ter uma lente ultra-angular, com um dos ângulos de visão mais amplos que o DXOMARK já avaliou. A qualidade da imagem é decente, de acordo com eles, mas, como em praticamente todos os dispositivos, está muito longe da qualidade das fotos da câmera principal.

A reprodução de cores é boa, assim como a faixa dinâmica. O iPhone 11 Pro Max oferece melhores texturas do que alguns concorrentes, mas os níveis de ruído são mais altos. A deformação das faces (anamorfose) é visível perto das bordas — nada que estrague completamente a foto, especialmente considerando o amplo campo de visão.

Modo Noite

Para o DXOMARK, o iPhone 11 Pro Max tem uma performance boa em fotos noturnas, ficando entre os melhores — seja com o flash ligado/desligado ou com o Modo Noite. O modo automático de flash não é tão bom, porém, com uma superexposição em retratos e renderização de detalhes abaixo do normal.

Vídeo

Aqui, o iPhone brilha! O aparelho foi capaz de produzir algumas das melhores filmagens que o DXOMARK já viu em smartphones, especialmente ao usar a resolução 4K. A pontuação de 102 é a mais alta já atingida no ranking, compatível apenas com o Xiaomi Mi CC9 Pro Premium Edition.

O foco automático do vídeo é bastante suave, sendo capaz de rastrear o objeto muito bem, e o sistema de estabilização funciona de maneira muito eficaz na maioria das situações. A única ressalva ficou para um evento meio gelatinoso quando você está filmando e caminhando.

Confira alguns testes realizados por eles:

Comparativo de fotos

Eis algumas fotos tiradas com o iPhone 11 Pro Max e outros aparelhos concorrentes, para avaliação:

Comparativos de vídeos



Avaliação do áudio

Há pouco tempo o DXOMARK também passou a avaliar o áudio de smartphones. Sobre o iPhone 11 Pro Max eles afirmam que, embora o aparelho tenha um desempenho muito sólido, não traz nenhuma novidade.

Ainda que esteja à frente da maioria dos modelos Android testados, o aparelho incrivelmente ficou atrás do iPhone XS Max e do Huawei Mate 20 X — e algumas das razões para isso são os canais estéreo reversos ao reproduzir música (algo que pode ser corrigido pela Apple em uma atualização).

Para áudio em jogos, ele supera todos menos o XS Max; já para reprodução de filmes e músicas, ele ainda estava entre os principais dispositivos testados, mas atrás do XS Max e do Mate 20 X. Quanto à gravação, ele está entre os melhores.

Conclusão

Para o DXOMARK, as gerações anteriores do iPhone sempre estiveram entre os melhores smartphones para fotos e vídeos — e o iPhone 11 Pro Max não é diferente.

Ele atingiu a pontuação máxima em vídeo, gravando com bons detalhes, uma faixa dinâmica muito ampla e estabilização suave na maioria das circunstâncias. Seus resultados de imagens estáticas também o colocam entre os melhores, graças a bons resultados consistentes da câmera principal, que agora é acompanhada por uma lente ultra-angular muito capaz com um dos campos de visão mais amplos.

O Modo Retrato e o desempenho do zoom a longo alcance não são os melhores, mas se essas áreas não forem as principais prioridades, o novo iPhone é facilmente recomendado para qualquer pessoa, especialmente aqueles que estão dentro do ecossistema da Apple.


iPhone 11 Pro e 11 Pro Max

Botão - Comprar agora

iPhone 11 Pro e 11 Pro Max

de Apple

Preço à vista: a partir de R$ 6.299,10
Preço parcelado: em até 12x de R$ 583,25
Cores: cinza-espacial, prateada, verde meia-noite e dourada
Capacidades: 64 GB, 256 GB ou 512 GB
Lançamento: setembro de 2019

dica do Alessandro Silva

Posts relacionados

Comentários