Apple demite funcionário de loja que roubou foto pessoal de cliente

Apple Valley Plaza
Apple Valley Plaza

Que tal preencher a tarde desta sexta-feira com uma história assustadora? Pois vamos para a cidade de Bakersfield, na Califórnia (EUA), onde uma cliente da Apple passou por uma situação extremamente inapropriada após levar seu iPhone para um simples reparo na tela.

A história ocorreu na última segunda-feira (4/11). Gloria Fuentes levou seu iPhone à Apple Valley Plaza para uma substituição do vidro frontal, que estava quebrado. Em um relato no Facebook, a jovem afirmou que foi atendida por um empregado chamado “Nic” (embora ela não tenha certeza do nome) e que ele passou alguns minutos manuseando o telefone; nesse meio-tempo, ele pediu a senha de acesso duas vezes — e foi atendido em ambas, já que a jovem acreditou que estaria segura sendo atendida pela própria Apple.

*****PLEASE READ!!!!!!!!***** So last night, I went to Apple in the Valley Plaza (Bakersfield, CA) to get my phone…

Posted by Gloria Elisa Fuentes on Tuesday, November 5, 2019

No fim das contas, o reparo não ocorreu, já que ela teria de levar o iPhone à operadora para um conserto por meio de um seguro realizado por ela. Aí veio a parte assustadora: ao chegar em casa e abrir o seu aplicativo de mensagens, Gloria percebeu que uma SMS1 tinha sido enviada para um número desconhecido com uma foto “extremamente pessoal” dela. Pior: a foto tinha sido tirada quase um ano antes, o que dá a entender que o funcionário passou bons minutos analisando a galeria de imagens da jovem.

Gloria voltou à loja e confrontou o funcionário, o qual confirmou que o número de telefone para o qual a mensagem tinha sido enviada era dele, mas afirmou não ter ideia de como aquela imagem tinha sido enviada. O gerente, por sua vez, afirmou que investigaria o caso.

Ao jornalístico Eyewitness News, a Apple afirmou que “iniciou imediatamente uma investigação interna e determinou que o empregado em questão agiu muito longe das diretrizes de privacidade estritas que guiam todos os funcionários da empresa”. A Maçã confirmou ainda que o suspeito foi demitido.

Gloria, por sua vez, prestou queixa no Departamento de Polícia de Bakersfield, e uma investigação está em curso para determinar se o funcionário sofrerá ações criminais.

A situação é horrível e obviamente a culpa não é da vítima — atribuir uma fração da responsabilidade à jovem, por menor que seja, seria de extrema insensibilidade. Ainda assim, é bom deixar o lembrete: sempre apague seus dados pessoais sensíveis antes de entregar um dispositivo eletrônico para reparos. Nunca se sabe quem estará manipulando seus aparelhos do outro lado, afinal — mesmo que seja na própria Apple.

via Cult of Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários