Adeptos do jailbreak que atualizaram para o iOS 13, esse momento é de vocês! O hacker Kim Jong lançou uma nova versão beta (pública) da sua ferramenta checkra1n, a qual é compatível com a maioria dos dispositivos que rodam desde o iOS 12.3 até a versão 13.2.2, disponibilizada na semana passada.

A checkra1n aproveita uma “brecha” no hardware da Apple descoberta em setembro passado pelo hacker axi0mX, o qual lançou uma ferramenta para explorá-la chamada checkm8. Como informamos, os softwares de jailbreak que se baseiam nesse método estarão compatíveis com qualquer versão do iOS nos gadgets equipados com chips A5 até A11.

Como qualquer versão beta, a checkra1n ainda está em desenvolvimento e pode apresentar alguns problemas durante a instalação, por isso é recomendado que você não o faça no seu dispositivo principal. Além disso, como a ferramenta suporta duas versões diferentes do iOS, é provável que haja alguns ajustes que funcionarão apenas na versão mais recente do sistema.

A checkra1n beta 0.9 já está disponível em checkra.in! — este é um lançamento antecipado e, como tal, você não deve executá-lo em um dispositivo primário. Leia o FAQ no site para obter informações adicionais. reddit: reddit.com/r/jailbreak/co…

Com relação à compatibilidade de hardware, a versão beta atual da checkra1n pode ser instalada em todos os iPhones desde o 5s (inclusive, o suporte a esse modelo é apenas experimental) até o X — do lado dos tablets, já há suporte preliminar aos iPads mini 2/3 e ao iPad Air, mas a ferramenta por enquanto não é compatível com o iPad Air 2, o iPad de quinta geração e o iPad Pro de primeira geração.

A checkra1n é compatível com o popular gerenciador de tweaks Cydia, mas a ferramenta ainda não oferece suporte a todos os pacotes dele. Também é importante notar que a checkra1n é uma ferramenta de jailbreak semi-tethered, o que significa que será necessário conectar o dispositivo ao Mac sempre que reiniciá-lo.

Se você estiver interessado em experimentar a novidade, é possível baixar o software de jailbreak (disponível apenas para macOS) nesse site e, se necessário, seguir o guia de instalação do blog iClarified.

dica do Anderson Silva

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários