Apple lança três novos estudos de saúde para usuários dos EUA Com o estudo do coração concluído, é hora de seguir novos caminhos

Há cerca de dois anos, a Apple lançou seu primeiro aplicativo de estudos de saúde, o Apple Heart Study — uma iniciativa criada em parceria com a Universidade de Stanford que, ao longo do seu curso, analisou a atividade cardíaca de mais de 400.000 usuários de Apple Watches para realizar uma pesquisa em grande escala sobre os efeitos, as causas e os possíveis tratamentos da fibrilação atrial (um tipo de arritmia cardíaca que pode ser o prenúncio de problemas mais graves, como um AVC).

Publicidade

Os resultados do estudo foram divulgados preliminarmente em março passado, e o artigo completo foi publicado ontem no New England Journal of Medicine. Agora, a Apple está expandindo ainda mais sua iniciativa de saúde.


Ícone do app Apple Research

Apple Research

de Apple

Compatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 1.4 (69.1 MB)
Requer o iOS 13.2 ou superior
🇺🇸 Indisponível na App Store brasileira!

A Maçã lançou hoje, para seus usuários nos Estados Unidos, o aplicativo Research (iOS e watchOS). A ideia é reunir em apenas um app todos os futuros estudos de saúde realizados pela empresa em parceria com instituições; já neste período inicial, três novos estudos estão sendo inaugurados.

Novos estudos de saúde da Apple

O primeiro deles é um Estudo de Saúde da Mulher, que será feito em parceria com a Escola de Saúde Pública de Harvard e o Instituto Nacional das Ciências da Saúde Ambiental (NIEHS). A pesquisa, que é a primeira do ramo nessa escala, analisará o ciclo menstrual das voluntárias para tentar descobrir correlações entre ele e a saúde das mulheres, incluindo condições como síndrome do ovário policístico, infertilidade e osteoporose, além do período da menopausa.

Novos estudos de saúde da Apple

O segundo é um Estudo Cardíaco de Movimento, que analisará como a quantidade e a qualidade dos movimentos realizados por uma pessoa durante a vida podem influenciar a sua saúde cardíaca, sua mobilidade geral e bem-estar. A pesquisa será realizada em parceria com a Associação Americana do Coração e com o Brigham and Women’s Hospital, da Universidade de Harvard.

Novos estudos de saúde da Apple

Por fim, temos o Estudo de Audição, realizado em parceria com a Universidade de Michigan e com a Organização Mundial da Saúde (OMS). A ideia é analisar o impacto do uso de fones de ouvido e de sons ambiente na saúde auditiva dos usuários, e um dos pontos principais da pesquisa será o envio de notificações quando sons altos forem reproduzidos — os cientistas querem descobrir se essas iniciativas serão suficientes para incentivar os usuários a modificar seus hábitos sonoros.

Novos estudos de saúde da Apple

Donos de iPhones e Apple Watches nos EUA podem se inscrever nos estudos agora mesmo baixando o app Research1; o aplicativo, como todas as iniciativas de saúde da Apple, não compartilha seus dados com nenhuma parte além das instituições envolvidas nas pesquisas.

Muito legal, não? Vamos aguardar os resultados das iniciativas.

via Cult of Mac

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…