Após diversas mortes, Apple remove aplicativos de cigarros eletrônicos da App Store

Vira e mexe vemos a Apple fazendo uma certa “limpa” na App Store, seja removendo aplicativos que são basicamente clones, alguns que só tentam enganar usuários, outros que simplesmente não se adequam às regras estabelecidas pela empresa para a sua loja, entre outros motivos. E, nesta semana, a Maçã está colocando em prática mais uma faxina.

Segundo informou o Axios, aplicativos de cigarros eletrônicos (ao todo estamos falando de 181 apps) estão sendo removidos da loja. O motivo? Nos Estados Unidos, pelo menos 42 pessoas morreram de doenças pulmonares relacionadas a esses cigarros — além de terem surgido mais de 2 mil casos de problemas pulmonares —, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças.

Desde junho a Apple já não estava mais aceitando disponibilizar novos aplicativos de cigarros eletrônicos na App Store; agora, com a exclusão dos que já estavam sendo ofertados, ela completa o ciclo e acaba de vez com a divulgação de vapes dentro do seu ecossistema.

A Apple deu a seguinte declaração ao Axios:

Tomamos grande cuidado com a curadoria da App Store para que ela seja um lugar confiável para clientes, particularmente aos jovens, para baixar aplicativos. Estamos constantemente avaliando apps e consultando as últimas evidências para determinar os riscos para a saúde e o bem-estar dos usuários.

Recentemente, especialistas que vão do Centro de Controle e Prevenção de Doenças à Associação Americana do Coração atribuíram uma variedade de lesões pulmonares e fatalidades a produtos de cigarro eletrônicos e vaping, chegando a chamar a disseminação desses dispositivos de crise de saúde pública e epidemia de jovens.

Nós concordamos e atualizamos as nossas Diretrizes de Revisão da App Store para refletir que aplicativos os quais incentivam ou facilitam o uso desses produtos não são permitidos. Atualmente, esses aplicativos não estão mais disponíveis para download.

A atitude da Apple foi muito elogiada por Matthew L. Myers, presidente da campanha contra o tabaco para crianças:

A campanha para crianças livres de tabaco aplaude a Apple por dar esse importante passo e fazer a sua parte para enfrentar a epidemia de cigarro eletrônico juvenil. Ao retirar aplicativos relacionados a cigarros eletrônicos da App Store, a Apple ajudará a reduzir a exposição dos jovens ao marketing de cigarros eletrônicos e a desencorajar o uso desses produtos por parte dos jovens. A Apple está dando um exemplo bem-vindo de responsabilidade corporativa na proteção de nossos filhos.

Obviamente, com sempre acontece nesses casos, quem já baixou algum desses apps continuará tendo acesso a eles em suas versões atuais.

imagem: Shutterstock.com

Posts relacionados

Comentários