Apple contrata lobista próximo a Trump e produtora de podcasts da National Geographic

Congresso americano

Semana vai, semana vem, e a agenda de contratações da Apple continua movimentadíssima. Nos últimos dias, a Maçã atraiu para seus terrenos dois profissionais de áreas deveras distintas: um lobista aliado de Donald Trump e uma produtora de podcasts vinda da National Geographic. Vamos dar uma olhada nas novidades, portanto.

Jeffrey Miller

A primeira contratação recente, como informou a CNBC, foi a de Jeffrey Miller, lobista aliado (e com laços muito próximos) ao presidente dos Estados Unidos — ele foi vice-presidente de finanças do comitê inaugural de Trump e tornou-se um dos maiores responsáveis pela arrecadação de fundos para a posse dele.

Miller já está registrado como lobista autorizado da Maçã, para realizar seu trabalho em Washington — vale lembrar que, nos EUA (ao contrário do Brasil e boa parte do mundo), a prática do lobbying é regulamentada e não tem a conotação negativa que tem por aqui. A contratação, inclusive, não é só de Miller, e sim de toda a sua equipe de subordinados.

De acordo com o documento de registro descoberto pela reportagem, Miller e sua equipe defenderão os interesses da Apple no congresso americano com foco nas “questões comerciais e suas relações com bens e serviços tecnológicos”.

Em outras palavras, ainda que não esteja explicitado no documento, não é difícil perceber que a contratação do lobista tem tudo a ver com a guerra comercial chinesa: a Apple certamente quer colocar no congresso uma voz forte para convencer os legisladores (e a própria turma de Trump) a arrefecer os impostos prometidos para breve — e evitar futuras decisões do tipo que prejudiquem a Maçã.

Não há informações sobre o dinheiro investido pela Apple na contratação, mas sabe-se que, entre as gigantes tecnológicas, a Maçã é uma das que menos gasta com lobbying — resta saber se essa relativa discrição manter-se-á com a chegada de Miller e sua turma.

Emily Ochsenschlager

A segunda contratação recente foi a de Emily Ochsenschlager, executiva da área de podcasts que passou o último ano supervisionando a criação de programas na National Geographic e, antes disso, permaneceu por 15 anos na NPR (Rádio Pública Nacional dos EUA) como produtora e editora.

A informação ainda não é oficial, mas segundo o site Inside Podcasting, a contratação é “a primeira de muitas” que a Apple realizará na área nas próximas semanas. A razão não poderia ser outra: como já informado, a Maçã está em busca de talentos para lançar uma plataforma de podcasts originais, fortalecendo ainda mais seu catálogo de serviços e ampliando a concorrência com o Spotify, que entrou na área recentemente.

Não se sabe, ainda, que cargo específico Ochsenschlager desempenhará na Apple — e nós, claro, teremos de aguardar para ver onde essa “onda de contratações” dará.

via Apple World Today, 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários