App Buscar (Find My)

Já há algum tempo, a Apple se encontra num fogo cruzado acerca de algumas de suas práticas, principalmente quanto à implementação de novos recursos que acabaram tirando de cena determinados serviços de terceiros. Como nós informamos, essa situação rendeu para a Maçã alguns processos, nos quais a companhia foi amplamente acusada de práticas anticompetitivas.

Agora, conforme noticiado pelo The Washington Post, os membros do Comitê Antitruste dos Estados Unidos também estão questionando alguns dos novos recursos do iOS 13, principalmente com relação a privacidade. Mais precisamente, os legisladores estão preocupados que a nova opção a qual restringe o acesso à localização dos usuários por apps de terceiros continuamente represente alguma forma de prática anticompetitiva.

Como falamos, a Apple reduziu bastante a capacidade de os usuários habilitarem inadvertidamente os recursos de rastreamento de localização — supostamente para melhorar o controle do usuário sobre o compartilhamento de seus dados. Anteriormente, os apps de terceiros podiam solicitar a sua localização constantemente sem que o usuário fosse alertado sobre isso.

A questão, no entanto, é que a Apple não aplica essas mesmas restrições aos seus próprios recursos, como o Mapas (Maps) ou o app Buscar (Find My); inclusive, a empresa não informa aos usuários que o app Buscar pode rastrear dispositivos offline, e é possível que isso também seja usado contra a empresa nos tribunais.

Estamos cada vez mais preocupados com o uso da privacidade como um escudo para a conduta anticompetitiva [da Apple]. Existe um risco crescente de que, sem uma forte lei de privacidade nos Estados Unidos, as plataformas explorem seu papel como reguladores privados, colocando um polegar na balança a seu próprio favor.

Um porta-voz da Apple disse que a empresa está trabalhando com desenvolvedores afetados pela nova política de serviços de localização.

Criamos a App Store com dois objetivos em mente: ser um local seguro e confiável para os clientes descobrirem e baixarem aplicativos e uma ótima oportunidade de negócios para todos os desenvolvedores. Trabalhamos continuamente com os desenvolvedores e obtemos seus comentários sobre como ajudar a proteger a privacidade do usuário, além de fornecer as ferramentas que os desenvolvedores precisam para obter as melhores experiências com os aplicativos.

Como dissemos, atualmente a Maçã está envolvida em diversos casos antitruste ao redor do mundo, os quais incluem o Apple Music e, principalmente, a App Store — agora, é provável que a companhia tenha que dar mais algumas declarações para o congresso americano.

via AppleInsider | imagem: Tom’s Guide

Posts relacionados

Comentários