Intel diz que Qualcomm forçou sua saída do mercado de modems 5G A novela ainda não acabou

5G - Powered by Intel

A guerra da Apple contra a Qualcomm nos tribunais ao redor do mundo já acabou, mas isso não significa que ela não tenha deixado reflexos. A Intel, por exemplo, teve sua divisão de modems 5G adquirida pela Maçã após o acerto de contas entre as duas empresas, o que levou a especulações de que o abandono do barco por parte da Intel tinha a ver com esse desdobramento do caso.

A Intel, da sua parte, parece não estar nem um pouco satisfeita com a forma que as coisas aconteceram — ao menos é o que informa a Reuters. Em um depoimento recente dado à 9ª Corte de Apelações dos Estados Unidos, a gigante dos chips afirmou que sua saída do mercado de modems 5G foi basicamente forçada pela Qualcomm, que, por meio de práticas monopolísticas e de prejuízo à competição, tornou impossível que a Intel permanecesse no jogo.

As declarações vieram como parte de um testemunho de executivos da Intel, que foram convocados à corte como testemunhas de acusação. No momento, a Qualcomm tenta reverter uma decisão da justiça americana, que determinou a ilegalidade de algumas práticas da empresa, consideradas monopolísticas.

A Intel classificou o ocorrido da seguinte forma:

Nós investimos bilhões, contratamos milhares de pessoas, compramos duas empresas e construímos produtos de altíssimo nível que, eventualmente, foram incluídos em produtos líderes de segmento, como o iPhone — incluindo o modelo mais recente, o iPhone 11. […] Mas no fim das contas, a Intel não conseguiu superar as barreiras artificiais e intransponíveis à competição leal criadas pelo esquema da Qualcomm, e foi forçada a deixar o mercado este ano.

A Apple, claro, acabou se beneficiando desse imbróglio todo e adquiriu a divisão de chips 5G da Intel por um valor relativamente baixo. A Maçã, entretanto, não se pronunciou sobre o tema — teremos de aguardar para ver os próximos desdobramentos desse caso.

via iDownloadBlog | imagem: James Mattil / Shutterstock.com

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários