Máscara 3D engana sistemas de segurança chineses, mas não o Face ID Em Amsterdã, o sistema de segurança (auto-embarque) do aeroporto também foi enganado

Não, o Face ID não é infalível. Nós mesmos já falamos de casos nos quais pesquisadores conseguiram enganar o sistema de autenticação facial da Apple com óculos e fita adesiva. Mais importante é ter a consciência de que a tecnologia da Maçã é extremamente robusta em termos de segurança para quase todas as situações — em alguns casos, mais robusta até mesmo do que as soluções de segurança de aeroportos. Querem ver?

A Fortune publicou recentemente os resultados de um teste realizado pela Kneron, uma empresa de inteligência artificial. Os pesquisadores da companhia encomendaram máscaras 3D altamente realistas e puseram à prova a efetividade de alguns sistemas de reconhecimento facial. O resultado foi, no mínimo preocupante: quase todos os sistemas foram enganados pelas máscaras!

A equipe foi capaz, por exemplo, de realizar pagamentos nos terminais das plataformas chinesas Alipay e WeChat simplesmente escaneando as máscaras. Eles também conseguiram se passar por outra pessoa em estações de trem na China — por lá, boa parte da infraestrutura viária do país já usa um sistema de reconhecimento facial generalizado para cobrar viagens e manter a segurança dos trens e do metrô.

Mais alarmante ainda foi o caso do Aeroporto de Schiphol, em Amsterdã (Holanda). No terminal de auto-embarque do aeroporto, a equipe da Kneron nem sequer precisou da máscara 3D para enganar os sistemas de segurança — o terminal aceitou uma simples foto de uma pessoa exibida na tela de um celular.

“Alguns” sistemas de reconhecimento facial, entretanto, passaram incólumes pelos testes da equipe — entre eles, o Face ID. A reportagem não entra em detalhes sobre o assunto, limitando-se a dizer:

A Kneron afirmou também que seus experimentos não conseguiram enganar alguns sistemas de reconhecimento facial — mais notavelmente o iPhone X, da Apple.

Ou seja, estamos falando aqui da versão “original” do Face ID, e não de suas iterações mais recentes (como a do iPhone 11 Pro, por exemplo).

É bom notar que todos os testes da equipe da Kneron foram realizados sob autorização dos responsáveis pelos sistemas de reconhecimento facial, então ninguém foi de fato prejudicado pelo experimento. Ainda assim, os resultados levantam nossas sobrancelhas: se o sistema de segurança de um aeroporto(!) é capaz de ser tão facilmente enganado, será que não é o caso de repensarmos esse caminho?

via 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários