Apple, Google, Amazon e outras vão criar padrão aberto para dispositivos domésticos inteligentes

Taí uma notícia impactante. Até hoje, Apple, Google, Amazon e outras trabalham com padrões/protocolos próprios para dispositivos domésticos inteligentes — respectivamente, HomeKit, Weave e Alexa Smart Home. Isso, contudo, deverá mudar.

Publicidade

Em um comunicado para a imprensa, a Apple informou que está trabalhando junto a essas empresas — além da Zigbee Alliance — na criação do Projeto Casa Conectada sobre IP (Project Connected Home over IP). A ideia é desenvolver e promover a adoção de um novo padrão de conectividade, sem royalties, para aumentar a compatibilidade entre produtos domésticos inteligentes — sendo segurança o princípio fundamental do design.

As empresas membros da diretoria da Zigbee Alliance (IKEA, Legrand, NXP Semiconductors, Resideo, Samsung SmartThings, Schneider Electric, Signify — anteriormente Philips Lighting —, Silicon Labs, Somfy e Wulian) também contribuirão com o projeto.

O objetivo é simplificar o desenvolvimento para as fabricantes e aumentar a compatibilidade desses produtos para consumidores. O projeto se baseia em uma crença compartilhada de que dispositivos domésticos inteligentes devem ser seguros, confiáveis e fáceis de usar. Com base no Protocolo Internet (IP), o projeto visa permitir a comunicação entre dispositivos domésticos inteligentes, aplicativos móveis e serviços na nuvem, definindo um conjunto específico de tecnologias de rede baseadas em IP para certificação de dispositivos.

Publicidade

Ainda segundo o comunicado da Apple, o grupo adotará uma abordagem de código aberto para o desenvolvimento e a implementação de um novo protocolo de conectividade unificado. O projeto pretende usar contribuições de tecnologias domésticas inteligentes testadas no mercado por todas essas empresas. Espera-se que a decisão de alavancar essas tecnologias acelere o desenvolvimento do protocolo e ofereça benefícios aos fabricantes e consumidores mais rapidamente.

O objetivo é liberar um rascunho dessa nova especificação no fim de 2020, o qual trabalhará com o padrão 802.11ax (também conhecido como Wi-Fi 6); thread sob 802.15.4-2006 a 2,4GHz; Bluetooth Low Energy (4.1, 4.2 e 5.0). Espera-se também um desenvolvimento futuro utilizando Ethernet e tecnologias celulares.

Ainda segundo o grupo, não há foco específico para nenhuma empresa, e os membros poderão implementar as tecnologias como desejarem — algumas podem concentrar suas ofertas de produtos no protocolo por Wi-Fi/Ethernet, enquanto outras podem direcionar o protocolo por thread ou Bluetooth, e outras ainda podem oferecer suporte a tudo isso.

Publicidade

Na prática, teremos — caso o projeto tenha êxito — dispositivos compatíveis com serviços domésticos e de voz inteligentes, como a Alexa (Amazon), a Siri (Apple) e o Google Assistente.

Ótima novidade, não é mesmo? É bastante difícil ver empresas desse porte — a ausência do Facebook chama atenção — trabalhando em um único padrão como esse. Vamos torcer para que tudo realmente saia do papel!

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…