Modo de transporte público expresso do Apple Pay se expande em NY e chegará a mais cidades em 2020 Aqui no Brasil, nada (por enquanto)

Lembram do modo de transporte público expresso do Apple Pay (Apple Pay Express Transit)? Para quem não é familiar ao conceito (o que é compreensível, já que ele ainda não é lá muito aceito aqui), trata-se de um recurso do sistema de pagamentos da Maçã pensado para sistemas de transporte público ao redor do mundo.

Com ele, passageiros podem pagar por seus bilhetes sem abrir o aplicativo Wallet ou sequer desbloquear o iPhone/Apple Watch — basta encostar o dispositivo no terminal de leitura da catraca, e sua passagem está paga.

Há algumas semanas, falamos aqui sobre como o recurso estava chegando ao sistema de transporte público de Londres; agora, ele está em mais uma onda de expansão — chegando a um dos principais hubs de Nova York e prestes a desembarcar em mais um bocado de cidades. Vamos dar uma olhada?

Nova York

Como anunciado pela agência de transporte público de Nova York, a MTA, o Apple Pay Express Transit já está disponível na Penn Station, uma das principais estações de trem da cidade e um hub intermodal importantíssimo, conectando linhas de ônibus, metrô e transportes para outras cidades e aeroportos.

A integração com o Apple Pay Express Transit faz parte do OMNY (One Metro New York), sistema desenvolvido pela MTA que pretende modernizar a rede de pagamentos da agência. Além do Apple Pay, as catracas dotadas do OMNY aceitam também Google Pay, Samsung Pay, Fitbit Pay e soluções de pagamento contactless de American Express, Discover, Mastercard e Visa.

Na Penn Station, já foram disponibilizados 96 terminais OMNY em 18 baterias de catracas, servindo as linhas A, C, E, 1, 2 e 3 da estação. Até o fim do mês, novaiorquinos e turistas poderão usar a tecnologia em 85 estações da MTA; a agência pretende instalar os novos terminais em todas as 472 estações de metrô da cidade e em todas as linhas de ônibus até o fim de 2020.

A desvantagem é que, por ora, o OMNY aceita apenas o pagamento de passagens em preço cheio e não suporta passes de viagem ou usuários com desconto nos bilhetes. A MTA afirma que essa limitação será resolvida já em 2020.

Washington, D.C.

Ali perto, a agência de transporte público de Washington, D.C. afirmou que o modo de transporte público expresso passará a ser aceito no metrô da capital americana a partir do ano que vem. A integração será feita por meio do aplicativo Wallet, onde os usuários poderão cadastrar seu cartão SmarTrip e realizar o pagamento das viagens sem desbloquear seus iPhones ou Apple Watches.

O metrô está pronto para os dispositivos móveis, como anunciado pelo CEO Paul J Wiedefeld. O SmarTrip chegará ao iPhone e ao Apple Watch no próximo ano. Mais anúncios em breve!

Ainda não há uma especificação de quando, exatamente, a novidade será disponibilizada para os passageiros de Washington, mas novos anúncios relacionados a isso deverão chegar em breve.

Outras cidades

Mais expansões do Apple Pay Express Transit estão previstas para 2020 e além. Aí vão as principais:

  • De acordo com o blog Ata Distance, o recurso se expandirá na cidade chinesa de Shenzhen em 2020, com suporte aos cartões Shenzhen Tong e Lingnan Pass.
  • Na cidade americana da Filadélfia, a agência SEPTA passará a aceitar o Apple Pay e outras formas de pagamento móvel a partir do ano que vem, começando a implementar as mudanças no segundo trimestre. Ainda não está claro se o modo de transporte público expresso será suportado.
  • Já em Boston, o Apple Pay Express Transit terá seu programa piloto iniciado em 2022, com expansão ampla no ano seguinte. Haverá integração com o cartão CharlieCard no aplicativo Wallet.
  • Em San Diego, na Califórnia, um novo sistema de pagamento com suporte ao Apple Pay começará a ser implementado no transporte público da cidade até o fim de 2020, mas sem integração do Wallet ao cartão Compass Card.
  • Em Toronto, no Canadá, autoridades afirmam que iniciarão testes com formas de pagamento móvel no ano que vem, sem especificar as modalidades.
  • Já em Montréal, as agências de transporte público pretendem adicionar suporte ao Apple Pay em 2022 ou 2023 — mas apenas com cartões de crédito, e sem integração ao cartão OPUS.

Aqui no Brasil, ainda não temos notícias de quando o recurso será implementado — quem sabe em breve, já que algumas cidades como Rio de Janeiro e São Paulo passaram a adotar pagamentos pelo Apple Pay.

via AppleInsider, MacRumors

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários