Programa de trocas para MacBooks [Pro] com telas manchadas ainda está ativo, mas sem modelos mais antigos 2013 e 2014 estão fora; os outros todos ainda estão dentro

MacBook Pro manchado

Lembram do #staingate? Permitam-me refrescar a memória de quem não acompanhou o caso: trata-se de um defeito que acometeu uma quantidade considerável de MacBooks [Pro], em que o revestimento antirreflexivo da tela começava a se desgastar ou delaminar sob algumas circunstâncias — como a limpeza do painel com um produto inapropriado ou, em alguns casos, o simples contato da tela com o teclado — e criar manchas terríveis no display.

Para arrefecer o problema, a Apple criou já há alguns anos um programa de reparos envolvendo vários modelos de MacBooks, em que os donos poderiam realizar reparos em suas telas manchadas gratuitamente por até quatro anos após a data da compra. Já faz mais de dois anos, entretanto, desde a última vez em que falamos sobre o programa; agora, ele está na roda de novo — e a boa notícia é que ainda está de pé.

O MacRumors obteve hoje uma nota distribuída pela Apple às suas lojas e Centros de Serviço Autorizados, afirmando que o programa de reparos para MacBooks com telas manchadas continua valendo. Alguns modelos mais antigos (de 2013 e 2014), entretanto, foram excluídos e não são mais elegíveis aos reparos gratuitos — o que é compreensível, considerando que o prazo de quatro anos da data da compra original já acabou para eles.

No momento, os modelos cobertos pelo programa são os seguintes:

  • MacBook (12 polegadas, início de 2015)
  • MacBook (12 polegadas, início de 2016)
  • MacBook (12 polegadas, início de 2017)
  • MacBook Pro (13 polegadas, início de 2015)
  • MacBook Pro (15 polegadas, meados de 2015)
  • MacBook Pro (13 polegadas, 2016)
  • MacBook Pro (15 polegadas, 2016)
  • MacBook Pro (13 polegadas, 2017)
  • MacBook Pro (15 polegadas, 2017)

Para checar o seu modelo de MacBook [Pro], basta clicar na maçãzinha no canto superior esquerdo do seu computador e selecionar a opção “Sobre Este Mac”; caso ele esteja elegível ao reparo, basta levá-lo à loja ou Centro de Serviço Autorizado mais próximo de você (talvez seja uma boa ideia agendar o serviço com antecedência). É bom lembrar que, caso o Mac tenha algum outro defeito que impeça o reparo da tela, esse conserto deverá ser feito antes — mediante o devido pagamento, claro.

Vale notar que nenhum outro modelo foi adicionado à lista desde 2017, o que significa que a Maçã está confiante de ter solucionado o problema em seus laptops recentes. Tomara.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários