De novo: executivos da Apple são processados por suposta fraude nos resultados financeiros Para fechar o ano com chave de… bem…

Ao longo de 2019, a Apple — ou, mais precisamente, alguns dos seus principais executivos — recebeu três processos sob acusação de fraude, relacionados aos resultados financeiros do primeiro trimestre fiscal do ano. Os dois primeiros vieram no início de janeiro [1, 2], enquanto o terceiro chegou em maio; agora, para fechar o ano de infortúnios (nessa área, ao menos) da Maçã, já temos mais um.

Publicidade

Para quem não lembra muito bem da coisa toda, voltemos ao infame dia 2 de janeiro de 2019, quando Tim Cook, em carta para investidores, reconheceu as vendas baixas de iPhones e reduziu a previsão de receita do trimestre — do valor estimado entre US$89 e US$93 bilhões, a empresa baixou as expectativas para US$84 bilhões (que acabou sendo mais ou menos o resultado final, mesmo).

Os investidores, claro, não gostaram nada dessa história e moveram os três processos supracitados contra os executivos da Apple (focados especialmente em Cook e no diretor financeiro Luca Maestri), acusando-os de inflar artificialmente a previsão de receita da empresa e, com isso, causar um pico irreal — e subsequente queda brusca — das ações da empresa.

O mais novo processo, como informado pelo Patently Apple, vai na mesma vertente. A ação foi movida pelo acionista John Votto e afirma que, ao emitir uma previsão de receita equivocada e em seguida corrigi-la, a Apple violou leis de segurança financeira federais e causou uma queda brusca nas ações da empresa, danificando a reputação da sua mesa diretora.

Publicidade

Resta saber se a ação dará em algo: os outros três processos do tipo estão parados na justiça, e a Apple parece ter montado uma defesa sólida com seu arsenal de advogados. O argumento é simples: as previsões infladas da receita não passaram de um erro, e a empresa apressou-se em corrigi-lo assim que obteve mais informações sobre o desempenho comercial dos iPhones. Se a justiça comprará esse discurso, entretanto, teremos de aguardar para ver.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…