Cor verde meia-noite do iPhone 11 Pro só foi possível graças a parceira japonesa da Apple Produzir um pigmento é mais difícil do que se imagina, aparentemente

A cor verde meia-noite (midnight green) dos iPhones 11 Pro e 11 Pro Max, apesar de ter lá seus detratores (cof cof eu mesmo cof cof), é um sucesso — tanto que a Apple a escolheu para representar seus smartphones mais caros em quase todas as imagens oficiais dos produtos. O que quase ninguém sabia, entretanto, é que produzi-la é um pouquinho mais difícil do que parece.

Em entrevista recente ao Nikkei, Tim Cook creditou a existência do iPhone verde meia-noite à Seiko Advance, parceira japonesa da Apple especializada na produção de pigmentos — não, nada a ver com a Seiko que você conhece dos relógios. Para quem está com a memória afiada, Cook visitou a instalação da parceira no Japão há algumas semanas.

A Seiko Advance é uma empresa relativamente pequena, de apenas 140 empregados, mas foi a única no mundo capaz de desvendar o quebra-cabeças trazido pela cor desejada pela Apple. O problema é que o desenvolvimento de pigmentos verdes costuma ser mais difícil que o de outras cores, e geralmente envolve o uso de elementos poluentes, como o iodo e o bromo; a Seiko Advance, entretanto, conseguiu desenvolver um processo de produção relativamente limpo e inofensivo para a tinta.

A Seiko Advance é um ótimo exemplo de nossos fornecedores inestimáveis aqui no Japão. Graças à sua habilidade e atenção aos detalhes, as lindas cores do iPhone 11 Pro ganham vida!

Por conta dessa diferenciação, a Apple fechou contrato com a Seiko Advance para fornecimento exclusivo dos pigmentos relacionados às quatro cores dos iPhones 11 Pro e 11 Pro Max (cinza-espacial, prateado e dourado, além é claro do verde meia-noite). As cores vibrantes do iPhone 11, por outro lado, têm seus pigmentos fornecidos por outras — múltiplas — fornecedoras.

Vale notar que a relação da Maçã com a fornecedora japonesa não vem de hoje: o primeiro contato entre as empresas ocorreu em 2011, quando a Apple organizou uma reunião para que fabricantes de pigmentos apresentassem seus produtos e soluções.

À época, a Seiko Advance não conseguia obedecer aos “altíssimos padrões” da gigante de Cupertino — foram quatro anos de pesquisa e desenvolvimento até que, em 2015, a empresa conseguiu desenvolver um processo de produção de um pigmento preto, que passou a ser fornecido para alguns iPhones dessa cor. Agora, em 2019, a parceria se firmou e tem tudo para continuar frutífera por anos à frente.


iPhone 11 Pro e 11 Pro Max

Botão - Comprar agora

iPhone 11 Pro e 11 Pro Max

de Apple

Preço à vista: a partir de R$ 6.299,10
Preço parcelado: em até 12x de R$ 583,25
Cores: cinza-espacial, prateada, verde meia-noite e dourada
Capacidades: 64 GB, 256 GB ou 512 GB
Lançamento: setembro de 2019

via iMore

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários