Apple Watch ajuda polícia a detectar que suspeito estava mentindo [atualizado: errata!] Mais do que detectar fibrilação atrial, o Apple Watch é detector de mentiras

Nós já comentamos diversos casos em que o Apple Watch foi considerado o “salva-vidas” da história, mas dessa vez a situação foi um pouco diferente: o gadget “comprovou” que uma pessoa nos Estados Unidos estava mentindo no seu depoimento para a polícia, contribuindo para que ela fosse processada por falso testemunho.

Publicidade

O caso ocorreu em West Bloomfield, no estado americano de Michigan, onde Sean Samitt, de 26 anos, contou ter sido esfaqueado do lado de fora de uma sinagoga, segundo informações do Detroit Free Press.

Sean Samitt
Sean Samitt

Samitt, que trabalhava no templo judaico, contou para a polícia que teria sido atacado por alguém “gritando insultos anti-semitas”; os oficiais, no entanto, suspeitaram do depoimento da “vítima” após coletarem imagens das câmeras de segurança do local (e constatarem que não houve nenhum ataque).

A polícia, então, considerou que os ferimentos poderiam ter sido autoinfligidos, mas a “confirmação” veio com a coleta de alguns dados de saúde do Apple Watch (registrados no iPhone) de Samitt — os quais mostraram que os batimentos cardíacos dele não aumentaram durante o suposto ataque, e sim logo antes de ele mesmo se esfaquear.

Publicidade

Samitt então admitiu ter esfaqueado a si próprio “acidentalmente” depois de perder a consciência enquanto lavava a louça, mas os dados coletados pelo Apple Watch no mesmo dia indicam que também não ficou inconsciente. Ele disse que mentiu por causa de assédio no local de trabalho, embora a polícia diga que isso também seria falso.

Samitt foi preso no dia 20 de dezembro passado e processado por falso testemunho, pelo qual ele poderá ser julgado e condenado a até quatro anos de prisão.

Ou seja, não cometa crimes — especialmente se você tiver um Apple Watch.

Publicidade

Apple Watch Series 5

Apple Watch Series 5

de Apple

Preço à vista: a partir de R$ 3.599,10
Preço parcelado: em até 12x de R$ 333,25
Tamanhos: 40mm ou 44mm
Materiais: alumínio, aço inoxidável, titânio ou cerâmica
Características: GPS ou GPS + Cellular
Cores: diversas
Lançamento: setembro de 2019

Botão - Comprar agora

via Newsweek

Atualização 09/02/2020 às 11:02

Uma versão antiga dessa matéria apontava que o Apple Watch do investigado, Sean Samitt, teria aferido o nível de oxigenação do sangue e que esses dados teriam sido usados para comprovar que o réu mentiu no seu depoimento à polícia. No entanto, o Watch não é capaz de realizar tal função (a de um oxímetro), por isso o texto acima foi atualizado com as informações corretas.

Publicidade

Pelo erro, o MacMagazine pede desculpas a todos os leitores.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…